1. Não imolarás ao Senhor teu Deus um cordeiro ou um boi, que tenha qualquer mancha ou defeito, porque isto é uma abominação para o Senhor teu Deus.

2. Quando se encontrar junto de ti, dentro duma das tuas cidades, que o Senhor teu Deus te dará, um homem ou uma mulher, que cometam o mal diante do Senhor teu Deus, violando a sua aliança,

3. indo servir a deuses estranhos e adorá-los, ao sol, ou à lua, ou a toda a milícia do céu, o que eu não mandei,

4. se te derem aviso disto, logo que o ouças, informar-te-ás com cuidado. Se souberes que é verdade, que esta abominação se cometeu em Israel,

5. conduzirás às portas da cidade o homem ou a mulher, que fizeram uma coisa tão detestável, e apedrejá-los-ás até que morram.

6. Sobre o depoimento de duas ou três testemunhas morrerá aquele que tiver de ser posto à morte. Ninguém seja morto com um só testemunho contra si.

7. A mão das testemunhas será a primeira a levantar-se para o matar, e, a seguir, se levantará a mão de todo o povo, para que tires o mal do meio de ti.

8. Se vires que é muito difícil o teu juízo entre sangue e sangue, entre causa e causa, e entre ferida e ferida, e vires que dentro das tuas portas, são vários os pareceres dos juízes, levanta-te, e vai ao lugar que o Senhor teu Deus tiver escolhido.

9. Irás ter com os sacerdotes da linhagem de Levi e com o juiz que, nesse tempo, estiver em exercício, consultá-los-ás, e eles te indicarão a verdade do juízo.

10. Farás tudo o que te disserem os que presidem no lugar que o Senhor tiver escolhido, e tudo o que eles te ensinarem

11. segundo a sua Iei; seguirás o seu parecer, sem declinares nem para a direita nem para a esquerda.

12. Aquele, porém, que, deixando-se levar pela soberba, não quiser obedecer ao mandado do sacerdote, que nesse tempo for o ministro do Senhor teu Deus, nem ao decreto do juiz, esse homem morrerá, e (assim) tirarás o mal do meio de Israel:

13. todo o povo, ouvindo isto, temerá, de forma que daí em diante, nenhum se inche de soberba.

14. Quando tiveres entrado na terra que o Senhor teu Deus te der, e tiveres tomado posse dela, e nela habitares, se disseres: Eu constituirei um rei sobre mim, como o têm todas as nações em roda

15. elegerás aquele que o Senhor teu Deus tiver escolhido do número de teus irmãos. Não poderás fazer rei um homem doutra nação, que não seja teu irmão.

16. Quando este tiver sido constituído, não terá grande número de cavalos, nem reconduzirá o povo ao Egipto, para possuir numerosa cavalaria, principalmente porque o Senhor vos ordenou: Não volteis mais pelo mesmo caminho.

17. Não terá um grande número de mulheres, não suceda que se desvie o seu coração, nem imensa quantidade de prata e ouro.

18. Depois que se tiver sentado no trono do seu reino, escreverá para si num livro a cópia desta lei, segundo o exemplar dos sacerdotes da tribo de Levi,

19. e tê-lo-á consigo, e o lerá todos os dias da sua vida, para que aprenda a temer o Senhor seu Deus, a guardar as suas palavras e ordenações que estão prescritas na lei.

20. Não se eleve o seu coração de soberba sobre seus irmãos, não decline nem para a direita nem para a esquerda, para assim reinar muito tempo sobre Israel, ele e os seus filhos.





“Para mim, Deus está sempre fixo na minha mente e estampado no meu coração.” São Padre Pio de Pietrelcina