1. Quando o reino de Roboão estava bem estabelecido e consolidado, ele abandonou a lei do Senhor, e com ele todo o Israel.

2. No quinto ano do reinado de Roboão, Sesac, rei do Egito, marchou contra Jerusalém (porque (os Israelitas) tinham pecado contra o Senhor),

3. com mil e duzentos carros de guerra e sessenta mil cavaleiros. Era inumerável a multidão, que com ele tinha vindo do Egito, de Líbios, Suquitas e Etíopes.

4. Apoderou-se das praças mais fortes de Judá e chegou até Jerusalém.

5. O profeta Semeias foi ter com Roboão e com os príncipes de Judá, que se tinham juntado em Jerusalém, fugindo de Sesac, e disse-lhes: Eis o que diz o Senhor: Vós desamparastes-me, e eu vos desamparei também nas mãos de Sesac.

6. Consternados, os príncipes de Israel e o rei disseram: O Senhor é justo.

7. Vendo o Senhor que se tinham humilhado, falou a Semeias, nestes termos: Visto que eles se humilharam, não os perderei; dar-lhes-ei algum auxílio, e não farei cair o meu furor sobre Jerusalém por mão de Sesac.

8. Todavia ficar-lhão sujeitos, para conhecerem a diferença que há entre o servir-me a mim, e o servir os reis da terra.

9. Sesac, rei do Egito, retirou-se de Jerusalém, depois de ter tirado os tesouros da casa do Senhor e do palácio do rei: levou tudo consigo, inclusivamente os escudos de ouro que Salomão tinha mandado fazer.

10. Para os substituir, o rei Roboão mandou fazer outros de bronze, e entregou-os aos capitães dos escudeiros, que guardavam o átrio do palácio.

11. Quando o rei entrava na casa do Senhor, vinham os escudeiros e tomavam-nos; depois tornavam-nos a levar para o quartel da guarda.

12. Porque se tinham humilhado, apartou-se deles a ira do Senhor; não foram inteiramente destruídos, porque ainda se acharam obras boas em Judá.

13. O rei Roboão fortificou-se, pois, em Jerusalém, e reinou. Tinha quarenta e um anos quando começou a reinar, e reinou dezassete anos em Jerusalém, cidade que o Senhor tinha escolhido entre todas as das tribos de Israel, para nela estabelecer o seu nome. Sua mãe chamava-se Naama, Amonita.

14. Ele fez o mal, não dispondo o seu coração para buscar o Senhor.

15. As ações de Roboão, assim as primeiras como as últimas, estão escritas nos livros do profeta Semeias e de Ado, o vidente, com exatidão. Roboão e Jeroboão tiveram guerra entre si durante todos os seus dias.

16. Roboão adormeceu com seus pais, e foi sepultado na cidade de Davide. Seu filho Abia reinou em seu lugar.





“Viva feliz. Sirva ao Senhor alegremente e com o espírito despreocupado.” São Padre Pio de Pietrelcina