1. O Senhor falou a Moisés e a Aarão, dizendo;

2. Falai aos filhos de Israel, e dizei-lhes: O homem que padece de gomorreia, será impuro.

3. Será julgado sujeito a esta enfermidade, quando a cada momento se pegar à sua carne e se juntar aquele humor impuro.

4. Todo o leito em que dormir, e todo o objecto sobre o qual se sentar, será impuro.

5. Se alguém tocar o seu leito, lavará as suas vestes, e esse mesmo, depois de lavado em água, será impuro até à tarde.

6. Se se sentar onde ele estava sentado, lavará também as suas vestes, e, lavando-se em água, será impuro até à tarde.

7. O que tocar a sua carne, lavará as suas vestes, e, lavado ele mesmo em água, será impuro ate à tarde.

8. Se a saliva deste homem cair sobre um que está limpo, esse lavará as suas vestes, e, lavado ele mesmo em água, será impuro até à tarde.

9. A sela, sobre que tiver cavalgado, ficará impura;

10. tudo o que tiver estado debaixo daquele que padece este mal, ficará impuro até à tarde. O que levar alguma destas coisas, lavará as suas vestes, e, lavando-se ele mesmo em água, será impuro até à tarde.

11. Todo aquele que for tocado por um homem em tal estado, sem este ter antes lavado as mãos, lavará as suas vestes, e, lavando-se ele mesmo em água, será impuro até à tarde.

12. O vaso de barro que tocar, será quebrado, e o vaso de pau será lavado em água.

13. Se o que padece esta moléstia sarou dela, contará sete dias depois da cura, e, lavadas as suas vestes e todo o corpo na água viva, ficará puro.

14. Ao oitavo dia, tomará duas rolas ou dois pombinhos e apresentar-se-á diante do Senhor, à porta do tabernáculo da reunião e dá-los-á ao sacerdote,

15. o qual oferecerá um pelo pecado, e outro em holocausto, e orará por ele diante do Senhor, para que fique limpo do seu fluxo.

16. O homem que tiver um derramamento seminal, lavará em água todo o seu corpo, e será impuro até à tarde.

17. Serão lavadas em água toda a roupa e toda a pele atingidas pelo derramamento, e ficarão impuras até à tarde.

18. A mulher com quem se juntou, lavar-se-á em água, e será impura até à tarde

19. A mulher que no tempo ordinário sofre incômodo, será separada durante sete dias.

20. Todo o que a tocar, será impuro até à tarde.

21. As coisas, sobre que dormir ou se sentar, ficarão impuras.

22. Aquele que tocar o seu leito, lavará as suas vestes, e, lavando-se ele mesmo em água, será impuro até à tarde.

23. Todo-o que tocar qualquer coisa sobre que ela se tenha sentado, lavará as suas vestes, e, lavando-se ele mesmo em água, ficará impuro até à tarde.

24. Se um homem se junta com ela no tempo que ela tem o incómodo, será impuro durante sete dias; todo o leito sobre que dormir, ficará impuro.

25. A mulher, que padece por muitas dias fluxo de sangue fora do tempo costumado, ou que, passado o período regular, não lhe cessa o fluxo, será impura enquanto estiver sujeita a esse acidente, como se estivesse no tempo da sua impureza mensal.

26. Todo o leito em que dormir e tudo aquilo em que se sentar, ficará impuro.

27. Todo o que tocar estas coisas, lavará as suas vestes, e, lavando-se ele mesmo em água, será impuro até à tarde.

28. Se o sangue parar e deixar de correr, contará sete dias e depois ficará pura;

29. ao dia oitavo, oferecerá por si ao sacerdote, à porta do tabernáculo da reunião, duas roles ou dois pombinhos;

30. o sacerdote sacrificará um pelo pecado e outro em holocausto, e orará por ela diante do Senhor, por causa do fluxo que a tornava impura.

31. Ensinareis, pois, aos filhos de Israel que se guardem da impureza, para não morrerem nas suas imundices, quando profanarem o meu tabernáculo que está no meio deles.

32. Esta é a lei acerca do que padece gonorreia, e que contrai impureza tendo cópula,

33. acerca da mulher que está separada no tempo do seu mênstruo, ou padece fluxo contínuo de sangue, e acerca do homem que dormir com ela.





Como distinguir uma tentação de um pecado e como estar certo de que não se pecou? – perguntou um penitente. Padre Pio sorriu e respondeu: “Como se distingue um burro de um homem? O burro tem de ser conduzido; o homem conduz a si mesmo!” São Padre Pio de Pietrelcina