1. O Senhor falou a Moisés, dizendo:

2. Fala a todo o ajuntamento dos filhos de Israel, e dize-lhes: Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo,

3. Cada um respeite seu pai e sua mãe. Guardai os meus sábados. Eu sou o Senhor vosso Deus.

4. Não vos volteis para os ídolos, nem façais para vós deuses fundidos. Eu sou o Senhor vosso Deus.

5. Se imolardes ao Senhor um sacrifício pacífico, oferecei-o de maneira que vos seja propício.

6. Comereis a vítima no mesmo dia em que tiver sido imolada, ou no dia seguinte: tudo o que sobrar para o terceiro dia, queimá-lo-eis no fogo.

7. Se alguém comer dela passados dois dias, será profano e réu de impiedade;

8. lavará a sua iniquidade, porque profanou uma coisa consagrada ao Senhor, e será eliminado do meio do seu povo.

9. Quando segares as messes do teu campo, não cortarás até ao chão (o que nasceu na) superfície da terra, nem apanharás as espigas deixadas.

10. Na tua vinha não colherás o rabisco nem os bagos que caem, mas deixarás que os apanhem os pobres e forasteiros. Eu sou o Senhor vosso Deus.

11. Não furtareis. Não mentireis, ninguém enganará o seu próximo.

12. Não jurarás falso em meu nome, nem profanarás o nome do teu Deus. Eu sou o Senhor.

13. Não caluniarás o teu próximo, nem o oprimirás com violências. O salário do teu jornaleiro não ficará em teu poder até ao dia seguinte.

14. Não amaldiçoarás o surdo, nem porás tropeço diante do cego; temerás o Senhor teu Deus, porque eu sou o Senhor.

15. Não farás o que é iníquo, nem julgarás injustamente. Não atendas à pessoa do pobre, nem tenhas respeito à cara do poderoso. Julga o teu próximo com justiça. (ver nota)

16. Não serás um acusador, nem um maldizente entre o povo. Não conspirarás contra o sangue do teu próximo (com falsos testemunhos). Eu sou o Senhor.

17. Não odiarás o teu irmão no teu coração, mas repreendê-Io-ás para que não incorras em pecado por sua causa.

18. Não procurarás a vingança, nem conservarás a lembrança da injúria dos teus concidadãos. Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor.

19. Observai as minhas leis. Não juntarás animais de diversa espécie. Não semearás o teu campo com semente de espécie diversa. Não usarás roupa tecida de duas espécies de fios.

20. Se um homem tiver relações carnais com uma mulher que seja escrava e desposada (com outro homem), mas não resgatada, nem posta em liberdade, serão ambos açoutados, mas não morrerão, porque ela não era livre.

21. Por este seu delito o homem oferecerá ao Senhor um carneiro à porta do tabernáculo da reunião,

22. e o sacerdote orará por ele e pelo seu pecado diante do Senhor, e (o Senhor) se lhe tornará novamente propício; será perdoado o seu pecado.

23. Quando entrardes na terra (que vos prometi), e plantardes nelas árvores frutíferas, considerareis os seus frutos como incircuncisos; durante três anos, os frutos que produzirem serão como incircuncisos para vós, e não comereis deles. (ver nota)

24. No quarto ano, todo o seu fruto será consagrado à glória do Senhor.

25. No quinto ano, já comereis os frutos, recolhendo tudo o que produzirem. Eu sou o Senhor vosso Deus.

26. Não comereis nada com sangue. Não praticareis a adivinhação nem a magia.

27. Não cortareis o cabelo em redondo, nem rapareis a barba pelos lados. (ver nota)

28. Não fareis incisões na vossa carne, por causa de algum morto, nem fareis figuras algumas ou sinais sobre o vosso corpo. Eu sou o Senhor. (ver nota)

29. Não prostituas tua filha, para que a terra não seja contaminada, e não se encha de impiedade.

30. Guardai os meus sábados, e reverenciai o meu santuário. Eu sou o Senhor.

31. Não vos dirijais aos magos, nem interrogueis os adivinhos, para que vos não contamineis por meio deles. Eu sou o Senhor vosso Deus.

32. Levanta-te diante duma cabeça encanecida, e honra a pessoa do velho. Teme ao Senhor teu Deus. Eu sou o Senhor.

33. Se algum estrangeiro habitar na vossa terra, e morar entre vós, não o impropereis;

34. mas esteja entre vós como um natural, e amaí-o como a vós mesmos, porque também vós fostes estrangeiros na terra do Egipto. Eu sou o Senhor vosso Deus.

35. Não façais coisa injusta nos juízos, nas medidas de comprimento, nos pesos, nas medidas de capacidade.

36. Sejam justas as balanças, e justos os pesos, justo o efa e justo o hin. Eu sou o Senhor vosso Deus, que vos tirei da terra do Egipto.

37. Guardai todos os meus preceitos e todas as minhas leis, e executai-as. Eu sou o Senhor.





“Rezai e continuai a rezar para não ficardes entorpecidos”. São Padre Pio de Pietrelcina