1. Salmo. Cântico para a festa da dedicação do Templo. De Davide.

2. Eu te exaltarei, Senhor, porque me libertaste e não permitiste que os meus inimigos se alegrassem à minha custa.

3. Senhor, meu Deus, clamei a ti, e tu me saraste;

4. Senhor, tiraste dos infernos a minha alma, puseste-me a salvo dos que descem à cova.

5. Santos do Senhor, cantai-lhe salmos, dai graças ao seu santo nome,

6. Efectivamente a sua indignação dura um instante, e a sua benevolência dura toda a vida. De tarde estaremos em lágrimas, e de manhã em alegria.

7. Eu porém disse seguro de mim: "Não terei jamais mudança."

8. Senhor, foi por teu favor que me concedeste honra e poderio; apenas escondeste de mim o teu rosto, fiquei conturbado.

9. A ti, Senhor, clamo, imploro a misericórdia do meu Deus:

10. "Que vantagem virá do meu sangue, da minha descida à cova? Porventura o pó cantará os teus louvores, ou anunciará a tua fidelidade?"

11. Ouve-me, Senhor, e compadece-te de mim; Senhor sê o meu protector.

12. Converteste-me o meu pranto em dança (de júbilo), tu desataste o meu saco (de penitência) e cingiste-me de alegria,

13. para que a minha alma te cante e não se cale. Senhor, Deus meu, eu te louvarei eternamente.





“Não abandone sua alma à tentação, diz o Espírito Santo, já que a alegria do coração é a vida da alma e uma fonte inexaurível de santidade.” São Padre Pio de Pietrelcina