1. Ao mestre do coro. Cântico. Salmo. Aclamai Deus, habitantes todos da terra,

2. cantai a glória do seu nome, tributai-lhe magnífico louvor.

3. Dizei a Deus: Quão assombrosas são, Senhor, as tuas obras! Por causa da grandeza do teu poder os teus inimigos lisonjeiam-te.

4. Toda a terra te adore e te cante, cante o teu nome.

5. Vinde, e vede as obras de Deus: operou coisas assombrosas entre os filhos dos homens!

6. Converteu o mar em terra firme; passaram o rio a pé enxuto; alegremo-nos, pois, nele!

7. Domina com o seu poder para sempre, os seus olhos contemplam as nações: não se ensoberbeçam os rebeldes.

8. Bendizei, nações, o nosso Deus e propagai o seu louvor,

9. (pois foi ele) que deu vida à nossa alma e não permitiu que os nossos pés vacilassem.

10. Porquanto nos provaste, ó Deus; com fogo nos acrisolaste, como se acrisola a prata; (ver nota)

11. fizeste-nos cair no laço; pesada carga puseste às nossas costas;

12. fizeste passar homens sobre as nossas cabeças; passamos pelo fogo e pela água; mas por fim deste-nos refrigério.

13. Entrarei na tua casa com holocaustos, pagar-te-ei os meus votos,

14. que os meus lábios pronunciaram, que a minha boca proferiu na minha tribulação.

15. Oferecer-te-ei holocaustos de ovelhas pingues com gordura de carneiros: imolarei bois com cabritos.

16. Vinde, ouvi todos os que temeis a Deus, e eu vos narrarei quão grandes coisas ele fez à minha alma!

17. A minha boca clamou por ele, e louvei-o com a minha língua.

18. Se eu tivesse visto a iniquidade no meu coração, o Senhor não me teria ouvido.

19. Mas Deus ouviu-me, atendeu à voz da minha súplica.

20. Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração, nem retirou de mim a sua misericórdia.





Uma filha espiritual perguntou a Padre Pio: “O Senhor cura tantas pessoas, por que não cura esta sua filha espiritual?” Padre Pio respondeu-lhe em voz baixa: “E não nos oferecemos a Deus?” São Padre Pio de Pietrelcina