1. De Salomão. Ó Deus dá o teu poder de julgar ao rei, e a tua justiça ao filho do rei:

2. governe o teu povo com justiça, e os teus humildes com rectidão.

3. Levem os montes paz ao povo, e os outeiros justiça. (ver nota)

4. Protegerá os humildes do povo, salvará os filhos dos pobres, e esmagará o opressor.

5. E viverá tanto como o sol e como a lua por todas as gerações.

6. Descerá como a chuva sobre a relva, como a chuva que penetra na terra.

7. Nos seus dias florescerá a justiça e a abundância da paz, até que a lua deixe de existir.

8. E dominará de mar a mar, e desde o rio (Eufrates) até às extremidades da terra.

9. Diante dele se prostrarão os seus inimigos, e os seus adversários lamberão o pó.

10. Os reis de Tarsis e as ilhas oferecerão dons, os reis da Arábia e de Sabá trarão presentes:

11. adorá-lo-ão todos os reis, todas as nações o servirão.

12. Com efeito, livrará o pobre que o invoca, e o miserável que não tem quem lhe valha.

13. Usará de clemência com o desvalido e pobre, salvará a vida dos pobres:

14. da injúria e da opressão os livrará, e o sangue deles será precioso a seus olhos.

15. Por isso viverá e lhe darão ouro da Arábia, e orarão sempre por ele, e sem cessar o bendirão.

16. Haverá abundância de trigo na terra, no alto dos montes os seus frutos murmurejarão como o Líbano, e florescerão os habitantes das cidades como a erva dos campos. (ver nota)

17. O seu nome será bendito pelos séculos; enquanto o sol resplandecer, subsistirá o seu nome. Serão benditas nele todas as tribos da terra, todas as nações o proclamarão bem-aventurado.

18. Bendito seja o Senhor Deus de Israel, único que faz maravilhas.

19. Bendito seja para sempre o seu nome glorioso, e encha-se da sua glória toda a terra. Assim seja, assim seja. (ver nota)





“Que Nossa Senhora nos obtenha o amor à cruz, aos sofrimentos e às dores.” São Padre Pio de Pietrelcina