1. Súplica. De Davide. inclina, Senhor, o teu ouvido, ouve-me porque eu sou desvalido e pobre.

2. Guarda a minha alma, porque te sou dedicado; salva o teu servo, que espera em ti. Tu és o meu Deus:

3. tem misericórdia de mim, porque a ti clamo sem cessar.

4. Alegra a alma do teu servo, porque a ti, Senhor, elevo a minha alma.

5. Em verdade, Senhor, és bom e clemente, cheio de misericórdia para todos os que te invocam.

6. Presta ouvidos, Senhor, à minha oração, atende à voz da minha súplica.

7. No dia da minha tribulação clamo a ti, porque me ouvirás.

8. Não há semelhante a ti entre os deuses, ó Senhor; nem há obra que á tua obra se compare:

9. Todas as nações que fizeste, virão e te adorarão, Senhor, e glorificarão o teu nome.

10. Porque tu és grande e operas maravilhas: só tu és Deus.

11. Ensina-me, Senhor, o teu caminho, para que eu ande na tua verdade; dirige o meu coração para que tema o teu nome.

12. Louvar-te-ei, Senhor Deus meu, com todo o meu coração, glorificarei o teu nome eternamente,

13. porque a tua misericórdia foi grande para comigo, e livraste a minha alma do profundo dos infernos.

14. Ó Deus, levantaram-se contra mim, homens soberbos, e um tropel de poderosos atenta contra a minha vida, sem que te tenham presente diante dos seus olhos.

15. Mas tu és, Senhor, Deus misericordioso e benigno, lento para a ira, cheio de clemência e de fidelidade.

16. Põe os olhos em mim, tem piedade de mim, dá o teu poder ao teu servo, e salva o filho da tua escrava.

17. Dá-me um sinal do teu favor, para que vejam aqueles que me odeiam, para sua confusão, que tu, Senhor, me tens socorrido e consolado.





“Quanto maiores forem os dons, maior deve ser sua humildade, lembrando de que tudo lhe foi dado como empréstimo.” São Padre Pio de Pietrelcina