1. Eu sou a verdadeira vide, e meu Pai é o vinhateiro.

2. Toda a vara que não dá fruto em mim, ele a cortará; e toda a que der fruto, podá-la-á, para que dê mais abundante fruto.

3. Vós já estais puros em virtude da palavra que vos anunciei.

4. Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como a vara não pode de si mesma dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim.

5. Eu sou a videira, vós as varas. O que permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto, porque, sem mim, nada podeis fazer.

6. Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; depois enfeixá-lo-ão, lançá-lo-ão no fogo, e arderá.

7. Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e ser-vos-á concedido.

8. Nisto é glorificado meu Pai, em que vós deis muito fruto e sejais meus discípulos.

9. Como o Pai me amou, assim eu vos amei. Permanecei no meu amor,

10. Se observardes os meus preceitos, permanecereis no meu amor, como eu observei os preceitos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

11. Disse-vos estas coisas, para que a minha alegria esteja em vós, e para que a vossa alegria seja completa.

12. O meu preceito é este: Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei.

13. Não há maior amor do que dar a própria vida pelos seus amigos.

14. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que vos mando.

15. Não mais vos chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai.

16. Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi a vós, e vos destinei para que vades e deis fruto, e para que o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo o que pedirdes a meu Pai em meu nome, ele vo-lo conceda.

17. Isto vos mando: Amai-vos uns aos outros.

18. Se o mundo vos aborrece, sabei que, primeiro do que a vós, me aborreceu a mim.

19. Se fosseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do meio do mundo, por isso o mundo vos aborrece.

20. Lembrai-vos da palavra que eu vos disse: Não é o servo maior do que o senhor. Se eles me perseguirem a mim, também vos hão-de perseguir a vós; se guardaram a minha palavra, também hão-de guardar a vossa.

21. Mas tudo isto vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou.

22. Se eu não tivesse vindo e não lhes tivesse falado, não teriam culpa, mas agora não têm desculpa do seu pecado.

23. Aquele que me aborrece, aborrece também meu Pai.

24. Se eu não tivesse feito entre eles tais obras, quais nenhum outro fez, não teriam culpa, mas agora viram-nas, e, contudo, odeiam-nos, a mim e a meu Pai.

25. Mas isto aconteceu para se cumprir a palavra que está escrita na sua Lei: Odiaram-me sem motivo (Ps. 34, 19 ; Ps. 68, 6).

26. Quando, porém, vier o Paráclito, que eu vos enviarei do Pai, o Espirito da verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim.

27. E vós também dareis testemunho, porque estais comigo desde o princípio.





“Não se aflija a ponto de perder a paz interior. Reze com perseverança, com confiança, com calma e serenidade.” São Padre Pio de Pietrelcina