1. Naquele dia haverá uma fonte aberta para a casa de Davide e para os habitantes de Jerusalém, para se lavarem as manchas do pecado e da impureza.

2. Naquele dia, diz o Senhor dos exércitos, exterminarei do pais (até) os nomes dos ídolos, de forma que deles não haverá mais memória; tirarei dele os falsos profetas e o espírito de impureza.

3. Se alguém intentar ainda inculcar-se por profeta, seu pai e sua mãe, que os geraram, lhe dirão: Tu não viverás, pois que disseste mentira em nome do Senhor.— E seu pai e sua mãe, que o geraram, o traspassarão, quando se tiver metido a profetizar.

4. Naquele dia serão confundidos os (falsos) profetas, cada um pela sua visão, quando profetizarem ; não mais se cobrirão (hipócritamente) com o manto de pêlos para mentirem,

5. mas (cada um deles) dirá: Eu não sou profeta, sou um agricultor, emprego em que me ocupo desde a minha mocidade.

6. Se alguém lhe disser: Que ferimentos São esses entres os teus braços? — responderá: Recebi estes ferimentos na casa dos meus amigos. (ver nota)

7. Ó gládio, levanta-te contra o meu pastor, contra o homem da minha intimidade, diz o Senhor dos exércitos! Fere o pastor, e serão dispersas as ovelhas; voltarei a minha mão mesmo contra os pequeninos.

8. Em todo o país, diz o Senhor, haverá dois terços que serão exterminados, que perecerão, e um terço que ficará nele.

9. Farei passar este terço pelo fogo e purificá-lo-ei como se purifica a prata, prová-lo-ei como se prova o ouro. Ele invocará o meu nome, e eu o ouvirei. Dirlhe-ei: Tu és o meu povo — e ele dirá: lavé é o meu Deus. (ver nota)





“Leve Deus aos doente; valera’ mais do que qualquer tratamento!” São Padre Pio de Pietrelcina