1. Então, respondendo Baldad Suita, disse:

2. O poder e o terror estão naquele que mantém a concórdia (e a harmonia) nos seus altos (céus).

3. Porventura têm número as suas (celestiais) milicias? E sobre quem é que não se levanta a sua luz?

4. Porventura pode justificar-se o homem, comparado com Deus, ou aparecer puro o que nasceu da mulher?

5. Eis que a mesma lua não tem resplendor, e as mesmas estrelas não são puras na sua presença;

6. quanto menos o homem, que é podridão, e o filho do homem, que é um verme!





“O temor e a confiança devem dar as mãos e proceder como irmãos. Se nos damos conta de que temos muito temor devemos recorrer à confiança. Se confiamos excessivamente devemos ter um pouco de temor”. São Padre Pio de Pietrelcina