1. Josias celebrou em Jerusalém a Páscoa do Senhor, a qual foi imolada no décimo quarto dia do primeiro mês.

2. Estabeleceu os sacerdotes nos seus ministérios e exortou-os a servirem na casa do Senhor,

3. Aos Levitas, por cujas instruções todo o Israel estava santificado ao Senhor, disse: Ponde a arca no santuário do templo que edificou Salomão, filho de David, rei de Israel. (Posta aí) não tereis mais de a transportar (de uma para outra parte). Agora servi ao Senhor vosso Deus e ao seu povo de Israel.

4. Preparai-vos, pois, pelas vossas casas e pelas vossas famílias, segundo a distribuição de cada um de vós, como o ordenou David, rei de Israel, e como o escreveu Salomão, seu filho.

5. Servi no santuário, segundo a distribuição das famílias e das turmas levíticas.

6. Depois de santificados, imolai a Páscoa e disponde também vossos irmãos para que a possam celebrar, segundo o que o Senhor ordenou por meio de Moisés.

7. Deu Josias a todo o povo, que se tinha juntado na solenidade da Páscoa, trinta mil cabeças de gado miúdo, cordeiros e cabritos, e, além disso, três mil bois; tudo isto era da fazenda do rei.

8. Os seus oficiais também ofereceram o que tinham prometido voluntàriamente, tanto ao povo, como aos sacerdotes e aos Levitas. Helcias, Zacarias e Jaiel, príncipes da casa do Senhor, deram aos sacerdotes, para celebrar a Páscoa, duas mil e seiscentas cabeças de gado miúdo e trezentos bois.

9. Conenias, Semeias e Natanael, seus irmãos, como também Hasabias, Jeiel e Josabad, chefes dos Levitas, deram aos outros Levitas, para celebrarem a Páscoa, cinco mil cordeiros e quinhentos bois.

10. Preparou-se tudo para a função e puseram-se os sacerdotes no seu posto, assim como os Levitas, divididos por turmas, segundo a ordem do rei.

11. Foi imolada a Páscoa: os sacerdotes com as suas mãos derramavam o sangue, e os Levitas esfolavam as vítimas.

12. Separavam-nas para as distribuírem pelas casas e famílias de cada um, a fim de que fossem oferecidas ao Senhor, (pelas famílias do povo) conforme o que está escrito no livro de Moisés; fizeram o mesmo aos bois.

13. Depois assaram os cordeiros pascais sobre o lume, como está escrito na lei; as hóstias pacíficas, porém, cozeram-nas em marmitas, caldeirões e panelas, e distribuíram-nas imediatamente por todo o povo.

14. Depois prepararam-nas para si e para os sacerdotes, porque os sacerdotes estiveram ocupados até à noite na oblação dos holocaustos e das gorduras; por isso os Levitas prepararam o comer para si e para os sacerdotes, filhos de Aarão.

15. Os cantores, filhos de Asaf, também estavam no seu posto, conforme o preceito de David, de Asaf, de Heman e de Iditun, profetas do rei; os porteiros guardavam cada uma das portas, sem se apartarem um só momento do seu ministério; por isso também os Levitas, seus irmãos, lhes prepararam o comer.

16. Desta sorte todo o culto do Senhor foi cumprido segundo o rito, naquele dia, celebrando-se a Páscoa e oferecendo-se os holocaustos sobre o altar do Senhor, conforme a ordem do rei Josias.

17. Os filhos de Israel, que ali se acharam naquele tempo, celebraram a Páscoa e a solenidade dos ázimos durante sete dias.

18. Não houve Páscoa semelhante a esta em Israel, desde o tempo do profeta Samuel; dentre todos os reis de Israel, não houve nenhum que celebrasse uma Páscoa como a que celebrou Josias com os sacerdotes, com os Levitas, com todo o povo de Judá, com todos os que se achavam ali de Israel e com os habitantes de Jerusalém.

19. Foi celebrada esta Páscoa no ano décimo oitavo do reinado de Josias.

20. Depois que Josias reparou o templo, foi Necau, rei do Egito, fazer guerra em Carcames, junto ao Eufrates. Josias marchou ao seu encontro.

21. Aquele príncipe, porém, mandando-lhe mensageiros, disse-lhe: por que te embaraças tu comigo, ó rei de Judá? Não venho contra ti hoje, mas contra uma casa, contra a qual me mandou Deus que marchasse a toda a pressa; cessa, pois, de te opores aos desígnios de Deus, o qual é comigo, não suceda que ele te mate.

22. Josias não quis tornar atrás, mas preparou-se para lhe dar batalha; não esteve pelo que Necau lhe disse da parte de Deus, mas avançou para lhe dar batalha no campo do Magedo.

23. Ali, sendo ferido pelos frecheiros, disse para os seus criados: Tirai-me da peleja, porque estou gravemente ferido.

24. Eles passaram-no dum carro para outro, que o seguia de reserva, segundo o costume dos reis, e levaram-no para Jerusalém. Morreu e foi sepultado no mausoléu de seus pais. Todos os habitantes de Judá e Jerusalém o prantearam,

25. sobretudo Jeremias, cujas lamentações sobre Josias são repetidas até hoje por todos os cantores e cantoras, costume que ficou em Israel como lei. Encontram-se escritas estas coisas no livro das Lamentações.

26. O resto das ações de Josias, as suas boas obras, segundo o que ordena a lei do Senhor,

27. as suas façanhas, tanto as primeiras como as últimas, estão escritas no livro dos reis de Israel e de Judá.





“Apóie-se, como faz Nossa Senhora, à cruz de Jesus e nunca lhe faltará conforto”. São Padre Pio de Pietrelcina