1. Maskil. De Davide, quando estava na caverna. Súplica.

2. Em alta voz clamo ao Senhor, em alta voz suplico ao Senhor.

3. Exponho diante dele a minha preocupação, manifesto-lhe a minha angústia.

4. Quando está em ânsia em mim o meu espírito, tu conheces o meu caminho. No caminho por onde ando, armaram-me laços ocultos.

5. Volto-me para a direita e olho, e não há quem se importe de mim. Não tenho para onde fugir, não há quem olhe pela minha vida.

6. A ti clamo, Senhor: digo: Tu és o meu refúgio, a minha porção na terra dos viventes.

7. Atende ao meu clamor, porque sou sumamente miserável. Livra-me dos que me perseguem, porque são mais fortes do que eu.

8. Tira-me desta prisão, para que dê graças ao teu nome. Os justos me rodearão, quando me fizeres este benefício.





“Mantenha-se sempre muito unido à Igreja Católica, pois somente ela pode lhe dar a verdadeira paz, porque somente ela possui Jesus Sacramentado que é o verdadeiro príncipe da paz.” São Padre Pio de Pietrelcina