1. Ao mestre do coro. De Davide. Para memória.

2. Apraza-te, ó Deus, libertar-me. Senhor, apressa-te em me socorrer.

3. Sejam confundidos e envergonhados os que procuram tirar-me a vida, Voltem atrás e sejam envergonhados, os que se comprazem nos meus males.

4. Retirem-se cheios de confusão, os que (insultando) me dizem: "Bem feito, bem feito!"

5. Regozijem-se e alegrem-se em ti todos os que te buscam; e os que desejam o teu caminho digam sempre: "Glorificado seja o Senhor!"

6. Eu, porém, sou miserável e pobre, ó Deus, socorre-me. Tu és o meu protector e o meu libertador: Senhor, não te demores.





“A mulher forte é a que tem temor de Deus, a que mesmo à custa de sacrifício faz a vontade de Deus.” São Padre Pio de Pietrelcina