1. Assim falou Jesus; depois, levantando os olhos ao céu, disse: "Pai, chegou a hora, glorifica o teu Filho, para que teu Filho te glorifique a ti,

2. e, pelo poder que lhe deste sobre toda a criatura, dê a vida eterna a todos os que lhe deste.

3. Ora a vida eterna é esta: Que te conheçam a ti como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.

4. Glorifiquei-te sobre a terra; acabei a obra que me deste a fazer.

5. E agora, Pai, glorifica-me junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha em ti, antes que houvesse mundo.

6. Manifestei o teu nome aos homens, que me deste do meio do mundo. Eram teus, e tu mos deste; e guardaram a tua palavra.

7. Agora sabem que todas as coisas que me deste, vêm de ti,

8. porque lhes comuniquei as palavras que me confiaste; eles as receberam, e conheceram verdadeiramente que eu sai de ti e creram que me enviaste.

9. É por eles que eu rogo; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.

10. Todas as minhas coisas são tuas, e todas as tuas coisas são minhas; e sou glorificado neles.

11. Já não estou no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai Santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós. (ver nota)

12. Quando eu estava com eles, os guardava em teu nome. Conservei os que me deste; nenhum deles se perdeu, excepto o filho da perdição, cumprindo-se a Escritura.

13. Mas agora vou para ti e digo estas coisas, estando ainda no mundo, para que eles tenham em si mesmos a plenitude do meu gozo.

14. Dei-lhes a tua palavra, o mundo os odiou, porque não são do mundo, como também eu não sou do mundo.

15. Não peço que os tires do mundo, mas que os guardes do mal. (ver nota)

16. Eles não são do mundo, como também não sou do mundo.

17. Santifica-os pela verdade. A tua palavra é a verdade. (ver nota)

18. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo.

19. Por eles eu me consagro a mim mesmo, para que também sejam verdadeiramente santificados. (ver nota)

20. Não rogo somente por eles, mas também por aqueles que hão-de crer em mim por meio da sua palavra,

21. para que sejam todos um, como tu, Pai, o és em mim, e eu em ti, para que também eles sejam um em nós, a fim de que o mundo creia que me enviaste.

22. Dei-lhes a glória que me deste, para que sejam um, como também nós somos um:

23. Eu neles, e tu em mim, para que a sua seriedade seja perfeita, e para que o mundo conheça que me enviaste e que os amaste, como me amaste.

24. Pai, quero que, onde eu estou, estejam também comigo aqueles que me deste, para que contemplem a minha glória, a glória que me deste, porque me amaste antes da criação do mundo.

25. Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu conheci-te, e estes conheceram que me enviaste.

26. Fiz-lhes e far-lhes-ei conhecer o teu nome, a fim de que o amor com que me amaste, esteja neles, e eu neles."





“Nossa Senhora recebeu pela inefável bondade de Jesus a força de suportar até o fim as provações do seu amor. Que você também possa encontrar a força de perseverar com o Senhor até o Calvário!” São Padre Pio de Pietrelcina