1. Psalmus David, cum fugeret a facie Absalom filii sui.

2. Domine, quid multiplicati sunt qui tribulant me? Multi insurgunt adversum me ;

3. multi dicunt animæ meæ: Non est salus ipsi in Deo ejus.

4. Tu autem Domine, susceptor meus es, gloria mea, et exaltans caput meum.

5. Voce mea ad Dominum clamavi ; et exaudivit me de monte sancto suo.

6. Ego dormivi, et soporatus sum ; et exsurrexi, quia Dominus suscepit me.

7. Non timebo millia populi circumdantis me. Exsurge, Domine ; salvum me fac, Deus meus.

8. Quoniam tu percussisti omnes adversantes mihi sine causa ; dentes peccatorum contrivisti.

9. Domini est salus ; et super populum tuum benedictio tua.





“Não queremos aceitar o fato de que o sofrimento é necessário para nossa alma e de que a cruz deve ser o nosso pão cotidiano. Assim como o corpo precisa ser nutrido, também a alma precisa da cruz, dia a dia, para purificá-la e desapegá-la das coisas terrenas. Não queremos entender que Deus não quer e não pode salvar-nos nem santificar-nos sem a cruz. Quanto mais Ele chama uma alma a Si, mais a santifica por meio da cruz.” São Padre Pio de Pietrelcina