1. Ora, tendo os homens começado a multiplicar-se sobre a terra, e tendo gerado filhas,

2. vendo os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas, tomaram por suas mulheres as que, dentre todas, lhes agradaram.

3. E Deus disse: o meu espirito não permanecerá para sempre no homem, porque é carne. Os seus dias serão cento e vinte anos.

4. Ora, naquele tempo, havia gigantes sobre a terra, e também depois, quando depois os filhos de Deus tiveram comércio com as filhas dos homens, e elas geraram filhos, que foram homens possantes e desde há muito afamados.

5. Deus, vendo que era grande a malicia dos homens sobre a terra, e que todos os pensamentos do seu coração estavam continuamente aplicados ao mal,

6. arrependeu-se de ter feito o homem sobre a terra. E, tocado de íntima dor de coração,

7. disse: exterminarei da face da terra o homem que criei; desde o homem até aos animais, desde os répteis até às aves do céu, porque me pesa de os ter feito.

8. Porém Noé achou graça diante do Senhor.

9. Esta é a posteridade de Noé. Noé foi um homem justo e perfeito entre os homens do seu tempo, e sempre andou com Deus.

10. Gerou três filhos: Sem, Cam e Jafeth.

11. Ora a terra estava corrompida diante de Deus e cheia de iniquidade.

12. Vendo, pois. Deus que a terra estava corrompida (porque toda a carne (todo o homem) tinha corrompido o seu caminho sobre a terra),

13. disse a Noé: o fim de todos chegou diante de mim; a terra, por suas obras, está cheia de iniquidade, e eu os exterminarei com a terra.

14. Faze uma arca de madeiras resinosas: farás na arca uns pequenos quartos e calafetá-la-ás com betume por dentro e por fora.

15. E hás-de fazê-la do seguinte modo: o comprimento da arca será de trezentos côvados, a largura de cincoenta côvados, e a altura de trinta côvados.

16. Farás na arca uma janela, um côvado abaixo do seu cume; porás a porta da arca a um lado; farás nela um andar em baixo, um segundo, e um terceiro andar.

17. Eis que estou para derramar as águas do dilúvio sobre a terra, para fazer morrer toda a carne em que há sopro de vida debaixo do céu; tudo o que há sobre a terra perecerá.

18. Mas contigo estabelecerei a minha aliança: e entrarás na arca tu e teus filhos, tua mulher e as mulheres de teus filhos contigo.

19. De cada espécie de animais, farás entrar na arca dois, macho e fêmea, para que vivam contigo.

20. Das aves, segundo a sua espécie, e das bestas, segundo a sua espécie, de todos os répteis da terra, segundo a sua espécie, de todos entrarão contigo dois, para que possam conservar-se.

21. Tomarás também contigo de todas as coisas que se podem comer, e as levarás junto de ti, (na arca), e servirão de alimento a ti e aos animais.

22. Fez, pois, Noé tudo o que Deus lhe tinha ordenado.





“Mesmo a menor transgressão às leis de Deus será levada em conta.” São Padre Pio de Pietrelcina