1. Todo pontífice, tomado dentre os homens, é constituído a favor dos homens naquelas coisas que se referem a Deus, para que ofereça dons e sacrifícios pelos pecados,

2. o qual se possa condoer daqueles que ignoram e erram, porque também está cercado de enfermidade;

3. por isso deve oferecer sacrifícios pelos seus próprios pecados, como pelos do povo.

4. E nenhum se arroga esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Aarão.

5. Por isso mesmo, Cristo não se deu a si mesmo a glória de ser pontífice, mas recebeu-a daquele que lhe disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei (Ps. 2, 7).

6. Como também diz noutro lugar: Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedeque (Ps. 109, 4).

7. Nos dias da sua vida mortal, oferecendo, com grande brado e com lágrimas, preces e súplicas, ao que o podia salvar da morte (pela ressurreição), foi atendido pela sua piedade (para com Deus),

8. e, embora fosse Filho de Deus, (e conhecesse tudo), aprendeu (por experiência própria) a obediência pelas coisas que sofreu;

9. consumado em perfeição, tornou-se a causa da salvação eterna para todos os que lhe obedecem,

10. sendo chamado por Deus pontífice segundo a ordem de Melquisedeque.

11. Sobre este assunto (do sacerdócio de Cristo) tínhamos muitas coisas que dizer, e coisas difíceis de explicar, porque vos tornastes tardos para compreender.

12. Com efeito, devendo vós ser já mestres, atendendo ao tempo (decorrido desde que vos convertestes), tendes ainda necessidade de que novamente vos ensinem os primeiros rudimentos da palavra de Deus: tornaste-vos tais que tendes necessidade de leite, e não de alimento sólido.

13. Ora o que está ainda a leite, é incapaz da doutrina da justiça, porque é menino. (ver nota)

14. O alimento sólido, porém, é para os perfeitos, para aqueles que pelo hábito têm os sentidos exercitados para discernir o bem e o mal.





“Se tanta atenção é dada aos bens desta Terra, quanto mais se deve dar aos do Céu? Faça, portanto, uma boa leitura espiritual, a santa meditação, o exame de consciência, e fará progresso na perfeição cristã e no amor de Jesus.” São Padre Pio de Pietrelcina