1. Aos anciães, que estão entre vós, rogo eu, ancião como eles e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e que tomarei parte com eles naquela glória que será manifestada um dia

2. Apascentai o rebanho de Deus, que vos está confiado, tende cuidado dele, não constrangidos, mas de boa vontade, segundo Deus; não por amor de lucro vil, mas por dedicação;

3. não como para dominar aqueles que vos couberam em sorte, mas fazendo-vos exemplares do rebanho.

4. Quando aparecer o príncipe dos pastores, recebereis a coroa imarcescível de glória.

5. Igualmente vós, ó jovens, obedecei aos anciães. Revesti-vos todos de humildade, nas vossas relações mútuas, porque Deus resiste aos soberbos e dá a sua graça aos humildes (Pv. 3, 34).

6. Humilhai-vos, pois, sob a mão poderosa de Deus, para que ele vos exalte no tempo determinado.

7. Descarregai sobre ele todas as vossas preocupações, porque ele tem cuidado de vós.

8. Sede sóbrios e vigiai, porque o demônio, vosso adversário, anda ao redor, como um leão que ruge, buscando a quem devorar.

9. Resisti-lhe, fortes na fé, sabendo que os vossos irmãos, espalhados pelo mundo, sofrem as mesmas coisas.

10. Mas o Deus de toda a graça, que vos chamou em Jesus Cristo à sua eterna glória, depois que tiverdes sofrido um pouco, vos aperfeiçoará, fortificará, consolidará, vos tornará inabaláveis.

11. A ele, o império pelos séculos dos séculos. Amen.

12. Por meio de Silvano, que tenho por irmão fiel, vos escrevo estas poucas palavras, exortando-vos e garantindo-vos que a verdadeira graça de Deus é esta, na qual estais firmes.

13. A Igreja de Babilônia, escolhida (por Deus) como vós, saúda-vos, assim como Marcos, meu filho.

14. Saudai-vos uns aos outros com ósculo de caridade. Paz a vós todos que estais (unidos) em Cristo.





“Como é belo esperar!” São Padre Pio de Pietrelcina