Talált 58 Eredmények: Ventre

  • Então o Senhor Deus disse à serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais domésticos e feras do campo; andarás de rastos sobre o teu ventre e comerás o pó todos os dias de tua vida. (Gênesis 3, 14)

  • Como as crianças lutassem no seu ventre, ela disse: “Se assim é, por que me acontece isso?”. E ela foi consultar o Senhor, (Gênesis 25, 22)

  • que lhe respondeu: “Tens duas nações no teu ventre; dois povos se dividirão ao sair de tuas entranhas. Um povo vencerá o outro, e o mais velho servirá ao mais novo”.* (Gênesis 25, 23)

  • Chegado o tempo em que ela devia dar à luz, eis que trazia dois gêmeos no seu ventre. (Gênesis 25, 24)

  • E, na ocasião de dar à luz, eis que ela trazia dois gêmeos no seu ventre. (Gênesis 38, 27)

  • que entraram em seu ventre como se nada fossem, pois ficaram tão macilentas e feias como antes. Nessa altura, despertei. (Gênesis 41, 21)

  • Não comereis animal algum que se arrasta sobre a terra, tanto aqueles que se arrastam sobre o ventre como aqueles que andam sobre quatro ou mais pés, pois são abomináveis. (Levítico 11, 42)

  • O sacerdote fará então que a mulher preste o juramento de imprecação, dizendo: O Senhor te faça um objeto de maldição e de execração no meio de teu povo, fazendo emagrecer os teus flancos e inchar o teu ventre. (Números 5, 21)

  • E estas águas, que trazem maldição, penetrem em tuas entranhas para te fazer inchar o ventre e emagrecer os flancos! Ao que a mulher responderá: Amém! Amém! (Números 5, 22)

  • Depois que ela as tiver bebido, se estiver de fato manchada, tendo sido infiel ao seu marido, as águas que trazem maldição lhe trarão sua amargura: seu ventre inchará, seus flancos emagrecerão, e essa mulher será uma maldição no meio de seu povo. (Números 5, 27)

  • Que ela não fique como um aborto que sai do ventre de sua mãe, com a carne já meio consumida!”. (Números 12, 12)

  • seguiu o israelita até a sua tenda, e ali transpassou-o juntamente com a mulher, ferindo-os no ventre. E deteve-se então o flagelo que se alastrava entre os israelitas. (Números 25, 8)


“Dirás tu o mais belo dos credos quando houver noite em redor de ti, na hora do sacrifício, na dor, no supremo esforço duma vontade inquebrantável para o bem. Este credo é como um relâmpago que rasga a escuridão de teu espírito e no seu brilho te eleva a Deus”. São Padre Pio de Pietrelcina