1. Farás também um altar de madeira de acácia para queimar os perfumes,

2. o qual terá um côvado de comprido, e outro de largo, isto é, será quadrado, e terá dois côvados de alto. Sairão dele umas pontas.

3. Revesti-lo-ás do ouro puríssimo, tanto a sua grelha, como as paredes em roda, e as pontas. Far-lhe-ás ao redor uma cornija de ouro,

4. e duas argolas de ouro de cada lado por baixo da cornija, para se meterem por elas os varais, e se transportar o altar.

5. Farás também os varais de acácia e os dourarás.

6. Porás o altar defronte do véu, que prende diante da arca do testemunho, em frente do propiciatório que cobre o testemunho, onde eu te falei.

7. Aarão queimará sobre ele todas as manhãs um incenso de suave fragrância, quando preparar as lâmpadas,

8. e, ao anoitecer, quando as colocar (sobre o candeeiro). Assim se queimará um perfume perpétuo diante do Senhor no decurso das vossas gerações.

9. Não ofereceis, sobre ele, nenhum perfume profano, nem oblação, nem vítima, nem fareis libações.

10. Aarão fará a expiação uma vez no ano, sobre as pontas do altar, com o sangue que foi oferecido pelo pecado, e com isto aplacará (o Senhor) de geração em geração. (Este altar) Será uma coisa santíssima diante do Senhor.

11. O Senhor falou mais a Moisés, dizendo:

12. Quando fizeres o recenseamento dos filhos de Israel, segundo o seu número, cada um dará ao senhor o preço do resgate pela sua vida, para que não venha sobre eles nenhuma praga, quando forem recenseados.

13. Todo o que for compreendido neste recenseamento, dará meio siclo, segundo a medida (do siclo padrão) do santuário. O siclo (do templo) tem vinte óbolos. Oferecer-se-á, pois, ao Senhor meio siclo.

14. Todo o que for compreendido no recenseamento, de vinte anos para cima, dará este preço.

15. O rico não dará mais de meio siclo, e o pobre não dará menos.

16. Recebido o dinheiro oferecido pelos filhos de Israel, empregá-lo-ás no serviço do tabernáculo do testemunho, para que seja um memorial deles diante do Senhor, e (para que ele) se mostre propício às suas almas.

17. O Senhor falou mais a Moisés, dizendo:

18. Farás, além disso, uma bacia de bronze com base também de bronze, para lavatório, e pô-lo-ás entre o tabernáculo do testemunho e o altar. Lançada a água,

19. Aarão e seus filhos lavarão nela as suas mãos e os pés,

20. quando tiverem de entrar no tabernáculo do testemunho, e quando tiverem de se aproximar do altar para obedecer os perfumes ao Senhor,

21. para que não suceda que morram; será esta uma lei perpétua para ele e para os descendentes que lhe sucederem.

22. Falou mais o Senhor a Moisés,

23. dizendo: Toma, de entre os melhores aromas, quinhentos siclos da mais escolhida mirra, e metade de cinamomo, isto é, duzentos e cinqüenta siclos; toma igualmente duzentos e cinqüenta siclos de cana odorífera,

24. e quinhentos siclos de cássia segundo o peso (padrão) do santuário, e a medida de um hin de azeite de oliveira.

25. Farás (com isto) um óleo para a unção sagrada, um bâlsamo composto segundo a arte de um perfumador.

26. Ungirás com ele o tabernáculo do testemunho, a arca do testemunho,

27. a mesa com os seus vasos, o candeeiro e os seus utensilios, o altar dos perfumes,

28. o dos holocaustos, e toda a alfaia que está ao seu uso.

29. Santificarás todas estas coisas, e elas serão santíssimas; aquele que as tocar será santificado.

30. Ungirás Aarão e os seus filhos, e os santificarás, para me servirem no sacerdócio.

31. Dirás outrossim aos filhos Ide Israel: Este óleo das unções será consagrado a mim no decurso das vossas gerações.

32. Não se ungirá com ele a carne de nenhum homem, e não fareis outro com composição semelhante; foi santificado e, como coisa santa, o olhareis.

33. Qualquer homem que compuser outro semelhante, e o dar a algum estrangeiro, será exterminado do meio do seu povo.

34. O Senhor disse a Moisés: Toma aromas, estoraque, ónix, gálbano de bom cheiro, e incenso puríssimo, tudo em peso igual. (ver nota)

35. Farás um perfume composto segundo a arte do perfumador, manipulado com cuidado, puro e digníssimo de ser oferecido.

36. Quando tiveres reduzido tudo a um pó finíssimo, pô-lo-ás diante do tabernáculo do testemunho, no lugar em que eu te aparecer. Este perfume será para vós uma coisa santíssima.

37. Não fareis composição semelhante para os vossos usos, porque é coisa consagrada ao Senhor.

38. Todo o homem que fizer uma (composição) semelhante para gozar do seu cheiro, será eliminado do seio do seu povo.





“Deus ama quem segue o caminho da virtude.” São Padre Pio de Pietrelcina