1. makarioV anhr oV ouk eporeuqh en boulh asebwn kai en odw amartwlwn ouk esth kai epi kaqedran loimwn ouk ekaqisen

2. all' h en tw nomw kuriou to qelhma autou kai en tw nomw autou melethsei hmeraV kai nuktoV

3. kai estai wV to xulon to pefuteumenon para taV diexodouV twn udatwn o ton karpon autou dwsei en kairw autou kai to fullon autou ouk aporruhsetai kai panta osa an poih kateuodwqhsetai

4. ouc outwV oi asebeiV ouc outwV all' h wV o cnouV on ekriptei o anemoV apo proswpou thV ghV

5. dia touto ouk anasthsontai asebeiV en krisei oude amartwloi en boulh dikaiwn

6. oti ginwskei kurioV odon dikaiwn kai odoV asebwn apoleitai





O sábio elogia a mulher forte dizendo: os seu dedos manejaram o fuso. A roca é o alvo dos seus desejos. Fie, portanto, cada dia um pouco. Puxe fio a fio até a execução e, infalivelmente, você chegará ao fim. Mas não tenha pressa, pois senão você poderá misturar o fio com os nós e embaraçar tudo.” São Padre Pio de Pietrelcina