1. Pelo que, não podendo mais sofrer (a falta de noticias vossas), preferimos ficar sós em Atenas,

2. e enviamos Timóteo, nosso irmão e ministro de Deus no Evangelho de Cristo, para vos fortalecer e confortar, na vossa fé,

3. a fim de que ninguém seja abalado por estas tribulações, pois vós mesmos sabeis que para isto fomos destinados.

4. Pois, quando ainda estávamos convosco, vos predizíamos que havíamos de padecer tribulações, como com efeito aconteceu e vós o sabeis.

5. Por isso, não podendo eu sofrer mais demora, enviei a buscar notícias da vossa fé, temendo que o tentador vos tenha tentado e que se torne inútil o nosso trabalho.

6. Mas agora, voltando Timóteo a nós, depois de vos ter visitado, e trazendo-nos boas novas da vossa fé e caridade, da vossa sempre afetuosa lembrança de nós, do vosso desejo de nos tornar a ver, desejo igual ao nosso (de vos tornar a ver, a vós)

7. com isto temos sido consolados a vosso respeito, pela vossa fé, no meio de toda a nossa angústia e tribulação,

8. porque agora (podemos dizer que) vivem os, visto que vós estais firmes no Senhor. (ver nota)

9. Que ação de graças podemos dar a Deus por vós, por toda a alegria que gozamos por vossa causa diante do nosso Deus?

10. Pedimos-lhe de noite e de dia, com a maior instância, que cheguemos a ver a vossa face e que completemos o que falta à vossa fé.

11. Que o mesmo Deus, Pai nosso, e Nosso Senhor Jesus Cristo, encaminhem os nossos passos para vós.

12. Senhor vos faça crescer e abundar na caridade, uns para com os outros, e para com todos, assim como é a nossa para convosco.

13. Que os vossos corações, livres de culpa, sejam confirmados na santidade diante de nosso Deus e Pai, por ocasião da vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, com todos os seus santos.





“Não se aflija a ponto de perder a paz interior. Reze com perseverança, com confiança, com calma e serenidade.” São Padre Pio de Pietrelcina