Encontrados 48 resultados para: Dizeis

  • O faraó respondeu: “Vós sois uns preguiçosos, sim, uns preguiçosos! É por isso que dizeis: queremos ir oferecer sacrifícios ao Senhor. (Êxodo 5, 17)

  • Moisés disse ao Senhor: “Vós dizeis-me que faça subir o povo, mas não me fazeis saber quem haveis designado para acompa­nhar-me. E, entretanto, dissestes-me: ‘Conheço-te pelo teu nome’ e: ‘Tens todo o meu favor’. (Êxodo 33, 12)

  • Moisés disse: “Este povo, no meio do qual estou, conta seiscentos mil homens de pé, e dizeis que lhes dareis carne para que comam um mês inteiro! (Números 11, 21)

  • Dizeis: ‘Onde está a casa do tirano, onde está a tenda em que habitavam os ímpios?’. (Jó 21, 28)

  • “Vou te ensinar – dizeis –, vou te mostrar o caminho que deves seguir; vou te instruir, fitando em ti os meus olhos: (Salmos 31, 8)

  • “Concluí – dizeis vós –, uma aliança com o meu eleito; liguei-me por juramento a Davi, meu servo.* (Salmos 88, 4)

  • Reduzis o homem à poeira, e dizeis: “Filhos dos homens, retornai ao pó”,* (Salmos 89, 3)

  • “Fizemos um pacto com a morte” – dizeis vós –, “uma convenção com a morada dos mortos; a inundação passará sem atingir-nos porque fizemos da mentira um abrigo, e da perfídia um refúgio.” (Isaías 28, 15)

  • Voltai, filhos rebeldes, e eu sanarei as consequências de vossas revoltas. Aqui estamos dizeis, voltamos para vós, porque sois o Senhor, nosso Deus.” (Jeremias 3, 22)

  • Eis-me aqui contra ti, habitante do vale, rochedo que dominas a planície. A vós que dizeis: “Quem nos virá atacar? Quem penetrará em nossos refúgios?”. (Jeremias 21, 13)

  • Serão comprados campos na terra, da qual dizeis ser um deserto sem homens nem animais, entregue aos caldeus. (Jeremias 32, 43)

  • Eis o que diz o Senhor: “Neste lugar, do qual dizeis que não passa de um deserto sem homens nem animais; nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém devastadas, onde homem algum habita, nem um animal se encontra, se ouvirão novamente (Jeremias 33, 10)


“De todos os que vierem pedir meu auxílio, nunca perderei nenhum!” São Padre Pio de Pietrelcina