18. Non concedit requiescere spiritum meum et implet me amaritudinibus.





“Tenhamos sempre horror ao pecado mortal e nunca deixemos de caminhar na estrada da santa eternidade.” São Padre Pio de Pietrelcina