Fundar 703 Resultados para: mulher

  • Do mesmo modo também os homens, deixando o uso natural da mulher, arderam em desejos uns para com os outros, cometendo homens com homens a torpeza, e recebendo em seus corpos a paga devida ao seu desvario. (Romanos 1, 27)

  • Assim, a mulher casada está sujeita ao marido pela Lei enquanto ele vive; mas, se o marido morrer, fica desobrigada da Lei que a ligava ao marido. (Romanos 7, 2)

  • Por isso, enquanto viver o marido, se se tornar mulher de outro homem, será chamada adúltera. Porém, morrendo o marido, fica desligada da Lei, de maneira que, sem se tornar adúltera, poderá casar-se com outro homem. (Romanos 7, 3)

  • Ouve-se dizer constantemente que se comete, em vosso meio, a luxúria, e uma luxúria tão grave que não se costuma encontrar nem mesmo entre os pagãos: há entre vós quem vive com a mulher de seu pai!...* (I Coríntios 5, 1)

  • Agora, a respeito das coisas que me escrevestes. Penso que seria bom ao homem não tocar mulher alguma. (I Coríntios 7, 1)

  • Todavia, conside­rando o perigo da incontinência, cada um tenha sua mulher, e cada mulher tenha seu marido. (I Coríntios 7, 2)

  • A mulher não pode dispor de seu corpo: ele pertence ao seu marido. E da mesma forma o marido não pode dispor do seu corpo: ele pertence à sua esposa. (I Coríntios 7, 4)

  • Aos casados mando (não eu, mas o Senhor) que a mulher não se separe do marido.* (I Coríntios 7, 10)

  • E, se ela estiver separada, que fique sem se casar, ou que se reconcilie com seu marido. Igualmente, o marido não repudie sua mulher. (I Coríntios 7, 11)

  • Aos outros, digo eu, não o Senhor: se um irmão desposou uma mulher pagã (“sem a fé”) e esta consente em morar com ele, não a repudie. (I Coríntios 7, 12)

  • Se uma mulher desposou um marido pagão e este consente em coabitar com ela, não repudie o marido. (I Coríntios 7, 13)

  • Porque o marido que não tem a fé é santificado por sua mu­lher; assim como a mulher que não tem a fé é santificada pelo marido que recebeu a fé. Do contrário, os vossos filhos seriam impuros quando, na realidade, são santos.* (I Coríntios 7, 14)


“A oração é a efusão de nosso coração no de Deus.” São Padre Pio de Pietrelcina