1. Então aproximaram-se as filhas de Salfaad, filho Hefer , filho de Galaad, filho de Maquir, filho de Manassés, que foi filho de José; seus nomes eram Maala, Noa, Hegla, Melca e Tersa.

2. Apresentaram-se a Moisés e a Eleázaro sacerdote, e a todos os príncipes do povo, à porta do tabernáculo da reunião, e disseram:

3. Nosso pai morreu no deserto e não tomou parte na sedição excitada por Coré contra o Senhor, mas morreu no seu pecado, não teve filhos varões. Por que razão é tirado o seu nome da sua família, por não ter tido nenhum filho? Dai-nos uma propriedade entre os irmãos do nosso pai. (ver nota)

4. Moisés levou a causa deles ao juízo do Senhor,

5. o qual lhe disse:

6. As filhas de Salfaad pedem uma coisa justa: dá-lhes uma propriedade entre os irmãos de seu pai, sucedam-lhe na herança.

7. Dirás aos filhos de Israel estes coisas:

8. Quando algum homem morrer sem filhos, a herança passará a sua filha.

9. Se não tiver filha, terá por sucessores a seus irmãos.

10. Se não tiver também irmãos, dareis a herança aos irmãos de seu pai.

11. Se não tiver tampouco tios paternos, a herança será dada aos parentes mais próximos; isto será para os filhos de Israel uma coisa santa, como o Senhor ordenou a Moisés.

12. O Senhor disse também a Moisés: Sobe a este monte Abarim, e contempla de lá a terra que eu hei-de dar aos filhos de Israel.

13. Depois de a teres visto, irás também para o teu povo, como foi o teu irmão Aarão,

14. porque me ofendeste no deserto de Sin, na contradição do povo, e não quiseste santificar-me diante dele por ocasião das águas; estas são as águas da contradição em Cades no deserto de Sin.

15. Moisés respondeu-lhe:

16. O Senhor Deus dos Espíritos de toda a carne escolha um homem, que seja sobre esta multidão,

17. que possa sair e entrar diante deles, e fazê-los entrar ou fazê-los sair, para que o povo do Senhor não seja como ovelhas sem pastor.

18. O Senhor disse-lhe: Toma Josué, filho de Nun, homem no qual reside o (meu) espírito, e põe a tua mão sobre ele.

19. Ele estará diante do sacerdote Eleázaro e de toda a multidão:

20. tu lhe darás os preceitos à vista de todos, e uma parte da tua glória, para que toda a congregação dos filhos de Israel o ouça.

21. Quando se tiver de empreender alguma coisa, o sacerdote Eleázaro consultará o Senhor. A palavra deste, Josué sairá ou entrará e com ele todos os filhos de Israel, o resto do povo.

22. Moisés fez como o Senhor tinha ordenado. Tomou Josué apresentou-o diante do sacerdote Eleázaro e de todo o ajuntamento do povo.

23. Impostas as mãos sobre a sua cabeça, declarou-lhe tudo o que o Senhor tinha mandado.





“Deus nunca me recusou um pedido”. São Padre Pio de Pietrelcina