Encontrados 798 resultados para: Judá

  • A parte que tocou por sorte aos filhos de Judá, segundo as suas famílias, foi esta: Desde a fronteira de Edom, até ao deserto de Sin, para o meio-dia, e até à extremidade da região meridional (de Canaan). (Josué 15, 1)

  • Estes são, por todos os lados, os limites dos filhos de Judá segundo as suas famílias. (Josué 15, 12)

  • Esta é a herança da tribo dos filhos de Judá, segundo as suas famílias. (Josué 15, 20)

  • Ao Jebuseu, que habitava em Jerusalém, não o puderam exterminar os filhos de Judá; e o Jebuseu habitou em Jerusalém, com os filhos de Judá, até ao dia de hoje. (Josué 15, 63)

  • Dividi entre vós a terra em sete partes; Judá fique nos seus limites da banda do meio-dia, e a casa de José da banda do setentrião. (Josué 18, 5)

  • Caiu a primeira sorte aos filhos de Benjamim, segundo as suas famílias, para possuirem o país situado entre os filhos de Judá e os filhos de José. (Josué 18, 11)

  • e, dando volta, declina para o mar ao meio-dia do monte, olha para Bet-horon para o Áfrico , e termina em Cariat-baal, que também se chama Cariatiarim, cidade dos filhos de Judá. Esta é a fronteira para o mar, pelo poente. (Josué 18, 14)

  • deles foi no meio da possessão dos filhos de Judá: Bersabec, Sabee, Molada, (Josué 19, 2)

  • na possessão e no território dos filhos de Judá, porque era grande demais (para os filhos de Judá) e, por isso, os filhos de Simeão tiveram a sua possessão no meio da herança daqueles. (Josué 19, 9)

  • volta para o ocidente até Azanottabor, dali estende-se até Hucuca, passa por Zabulon, pela parte do meio-dia, por Aser, pelo ocidente, e por Judá para o Jordão, pelo oriente. (Josué 19, 34)

  • (Consequentemente) decretaram (que fossem cidades de refúgio) Cedes na Galileia, sobre o monte de Neftali, e Siquem sobre o monte de Efraim, e Cariatarbe, que é Hebron, sobre o monte de Judá. (Josué 20, 7)

  • E sairam por sorte à família de Caat, para os filhos do sacerdote Aarão, treze cidades das tribos de Judá, de Simeão e de Benjamim; (Josué 21, 4)


“Os talentos de que fala o Evangelho são os cinco sentidos, a inteligência e a vontade. Quem tem mais talentos, tem maior dever de usá-los para o bem dos outros.” São Padre Pio de Pietrelcina