1. Moisés, com os anciães de Israel, deu esta ordem ao povo: Observai todos os mandamentos que eu vos prescrevo.

2. Quando, passado o Jordão, tiveres entrado na terra que o Senhor teu Deus te há-de dar, levantarás umas pedras grandes e as revestirás de cal,

3. para que possas escrever sobre elas todas as palavras desta lei, depois que tiveres passado o Jordão, para entrares na terra que o Senhor teu Deus te dará, terra que mana leite e mel, como ele jurou a teus pais.

4. Quando, pois tiverdes passado o Jordão, levantai as pedras que eu hoje vos ordeno, sobre o monte Hebal, revestindo-as de cal.

5. Edificarás aí um altar ao Senhor teu Deus com pedras, que o ferro não tenha tocado,

6. com pedras informes e por polir; oferecerás sobre ele holocaustos ao Senhor teu Deus,

7. oferecerás sacrifícios pacíficos, e ali comerás, e te regalarás diante do Senhor teu Deus.

8. Escreverás distinta e claramente sobre as pedras todas as palavras desta lei.

9. Moisés e os sacerdotes da linhagem de Levi disseram a todo o Israel: Guarda silêncio e ouve, ó Israel; hoje tornaste-te o povo do Senhor teu Deus;

10. ouvirás a sua voz, e observarás os mandamentos e Ieis que eu te prescrevo.

11. Moisés naquele (mesmo) dia deu esta ordem ao povo:

12. Passado o Jordão, estarão sobre o monte de Garizim, para abençoar o povo, estes: Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim.

13. E estarão da outra parte sobre o monte Hebal, para deitarem a maldição, estoutros: Ruben, Gad, Aser, Zabulon, Dan e Neftali.

14. E os Levitas tomarão a palavra e dirão em alta voz a todos os homens de Israel:

15. Maldito o homem que faz escultura ou imagem fundida, coisa abominável para o Senhor, obra das mãos dos artífices, e a coloca num lugar escondido. Todo o povo responderá: Assim seja.

16. Maldito o que não honra seu pai e sua mãe. E todo o povo dirá: Assim seja.

17. Maldito o que desloca os marcos do seu próximo. — E todo o povo dirá: Assim seja.

18. Maldito o que faz um cego errar no caminho. — Todo o povo dirá: Assim seja.

19. Maldito o que viola o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva. — Todo o povo dirá: Assim seja.

20. Maldito o que dorme com a mulher de seu pai, e que levanta a coberta de seu tálamo. — Todo o povo dirá: Assim seja.

21. Maldito o que peca com qualquer animal. — Todo o povo dirá: Assim seja.

22. Maldito o que dorme com sua irmã, filha de seu pai, ou de sua mãe. — Todo o povo dirá: Assim seja.

23. Maldito o que dorme com sua sogra. — Todo o povo dirá: Assim seja.

24. Maldito o que fere o seu próximo à traição. — Todo o povo dirá: Assim seja.

25. Maldito o que recebe dádivas para derramar o sangue dum inocente. — Todo o povo dirá: Assim seja.

26. Maldito o que não conserva as palavras desta lei, e as não põe em prática. — Todo o povo dirá: Assim seja.





“Que Jesus o aperte sempre mais ao Seu divino coração. Que Ele o alivie no sofrimento e lhe dê o abraço final no Paraíso.” São Padre Pio de Pietrelcina