1. Ouve-se constantemente dizer que há entre vós fornicação, e tal fornicação, qual nem ainda entre os gentios, tanto que chega a haver um que abusa da mulher do seu próprio pai.

2. E andais ainda inchados (de orgulho), e não tivestes antes pesar, para que fosse tirado dentre vós quem fez tal maldade.

3. Quanto a mim, embora ausente de corpo, mas presente com o espírito, já julguei, como se estivesse presente, aquele que assim procedeu.

4. Em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, congregados vós e o meu espírito, com o poder do Senhor Jesus,

5. seja o tal entregue a Satanás, para a destruição do seu corpo, a fim de que o espírito seja salvo no dia do Senhor. (ver nota)

6. Gloriais-vos sem razão. Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa?

7. Purificai-vos do velho fermento, para que sejais uma nova massa, assim como sois ázimos. Porquanto Cristo, nosso cordeiro pascal, foi imolado. (ver nota)

8. Celebremos, pois, a festa, não com fermento velho, nem com fermento da malícia e da perversidade. mas com os ázimos da pureza e da verdade.

9. Por carta vos escrevi que não tivésseis comunicação com os impudicos,

10. não, de um modo geral, com os deste mundo, ou com os avarentos, ou com ladrões, ou com os idólatras; doutra sorte deveríeis sair deste mundo.

11. Mas escrevi-vos (simplesmente) que não tivésseis comunicação com aquele que, chamando-se irmão, fosse impudico, ou avarento, ou adorador dos ídolos, ou maldizente, ou dado à embriaguez, ou ladrão; com este tal nem comer deveis.

12. Porque é porventura a mim que pertence julgar aqueles que estão, fora? Não julgais vós aqueles que estão dentro ?

13. Aqueles que estão fora Deus os julgará. Tirai do meio de vós o mau (Dt. 17, 7).





“A prática das bem-aventuranças não requer atos de heroísmo, mas a aceitação simples e humilde das várias provações pelas quais a pessoa passa.” São Padre Pio de Pietrelcina