1. Escreve ao anjo da Igreja de Éfeso: "Isto diz aquele que tem as sete estrelas na sua direita, e anda no meio dos sete candeeiros de ouro:

2. Conheço as tuas obras, o teu trabalho, a tua paciência, sei que não podes suportar os maus, que experímentaste os que dizem ser apóstolos e não o são, e os achaste mentirosos.

3. Tens paciência, sofreste pelo meu nome e não desanimaste.

4. Mas tenho contra ti que deixaste a tua primeira caridade.

5. Lembra-te pois (do estado) donde caíste, arrepende-te e volta às tuas primeiras obras; de contrário, virei a ti e removerei o teu candeeiro do seu lugar, se não fizeres penitência. (ver nota)

6. Isto, porém, tens (de bom) que aborreces as acções dos Nicolaítas, que eu também aborreço.

7. Aquele que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas: Ao vencedor darei a comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus."

8. E ao anjo da Igreja de Smirna escreve: "Isto diz o primeiro e o último, o que foi morto e que retomou a vida:

9. Conheço a tua tribulação e a tua pobreza mas és rico e que és caluniado por aqueles que se dizem Judeus, e não o são, antes são uma sinagoga de Satanás.

10. Não temas nada do que terás que sofrer. Eis que o demônio fará meter na prisão alguns de vós, a fim de serdes provados; tereis tribulação durante dez dias. Sê fiel até à morte, é eu te darei a coroa da vida. (ver nota)

11. Aquele que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas: O que sair vencedor, ficará ileso da segunda morte." (ver nota)

12. E ao anjo da Igreja de Pérgamo escreve: "Isto diz aquele que tem a espada afiada de dois gumes:

13. Sei onde habitas (que é um lugar) onde Satanás tem o trono; sei que te conservas ligado ao meu nome e não renegaste a minha fé, mesmo naqueles dias em que Antipas, minha fiel testemunha, foi morto entre vós, onde Satanás habita.

14. Mas tenho contra ti alguma coisa: Tens contigo sequazes da doutrina de Balaão, o qual ensinava Balac a pôr tropeços diante dos filhos de Israel, impelindo-os a comer carnes imoladas aos ídolos e a praticar a fornicação.

15. Assim tens tu também sequazes da doutrina dos Nicolaítas.

16. Faze, pois, penitência; de contrário, virei a ti, brevemente, e pelejarei contra eles com a espada da minha boca.

17. Aquele que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas: Darei ao vencedor maná escondido, dar-lhe-ei uma pedrinha branca e um nome novo escrito na pedrinha, o qual ninguém conhece, senão quem o recebe."

18. E ao anjo da Igreja de Tiatira escreve: "Isto diz o Filho de Deus, que tem os olhos como uma chama de fogo, e cujos pés são semelhantes ao bronze.

19. Conheço as tuas obras, a tua caridade, a tua fé e o teu serviço, a tua paciência; sei que as tuas últimas obras são mais numerosas que as primeiras.

20. Porém, tenho contra ti que toleras Jezabel, essa mulher que se diz profetiza: ela ensina e desvia os meus servos, para fornicarem e comerem das carnes sacrificadas aos ídolos.

21. Dei-lhe tempo para fazer penitência, e ela não quer arrepender-se da sua prostituição.

22. Eis que a reduzirei a um leito (de dor); e aos seus companheiros de adultério (lançá-los-ei) numa grande tribulação, se não fizerem penitência das suas obras.

23. Ferirei de morte os seus filhos, e todas as Igrejas conhecerão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações; "darei a cada um de vós segundo as vossas obras.

24. Quanto a vós, os restantes (fiéis) de Tiatira, que não seguis esta doutrina e que não conhecestes as profundidades, como eles lhes chamam, de Satanás, declaro-vos que não porei sobre vós outro peso.

25. Todavia guardai bem aquilo que tendes (recebido de Deus), até que eu venha (pedir-vos contas).

26. Aquele que vencei e que praticar as minhas obras até ao fim, eu lhe darei poder sobre as nações,

27. e as regerá com vara de ferro, como se quebram vasos de argila,

28. como também eu o recebi de meu Pai. E dar-lhes-ei a estrela da manhã. (ver nota)

29. Aquele que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas."





“Que Jesus reine sempre soberano no seu coração e o faça cada vez mais digno de seus divinos dons.” São Padre Pio de Pietrelcina