1. Aconteceu que, acabando (Davide) de falar com Saul, a alma de Jónatas ficou intimamente ligada à alma de Davide, e Jónatas amou-o como a sua própria vida.

2. Desde este dia, Saul tomou-o (para sua companhia) e não lhe permitiu que voltasse para casa de seu pai.

3. Davide e Jónatas fizeram aliança entre si porque (Jónatas) amava-o com a sua alma.

4. (Jónatas) despojou-se do manto de que estava revestido, deu-o a Davide assim como a sua armadura, a espada, o arco e o cinturão.

5. Davide ia a tudo a que Saul o mandava e procedia com prudência; Saul constituiu-o sobre a gente de guerra, e era muito amado por todo o povo, mesmo pelos servidores de Saul.

6. Quando fizeram a sua entrada, depois de Davide ter morto o Filisteu, saíram as mulheres de todas as cidades de Israel ao encontro do rei Saul, cantando e dançando com alegria ao som de tambores e de sistros.

7. As mulheres dançavam, cantando e dizendo: Saul matou mil, e Davide dez mil.

8. Saul irou-se em extremo, desagradou-lhe esta expressão, e disse: Deram dez mil a Davide, e mil a mim; que lhe falta, senão só o reino?

9. Daquele dia em diante, Saul não via Davide com bons olhos.

10. Ao outro dia, o espírito maligno, mandado por Deus, apoderou-se de Saul, que tinha transportes (de furor) no meio da sua casa; Davide tocava harpa com a sua mão, como costumava fazer todos os dias. Saul, que tinha uma lança na mão,

11. arrojou-a, julgando que poderia cravar Davide contra a parede; porém Davide desviou-se de diante dele por duas vezes.

12. Saul temeu Davide, porque o Senhor era com Davide, e tinha-se retirado dele.

13. Saul afastou-o de si, fazendo-o chefe de mil homens, e Davide saía e entrava à vista do povo. (ver nota)

14. Em todas as suas empresas, Davide procedia com prudência, e o Senhor era com ele.

15. Viu Saul que ele era muito prudente, começou a acautelar-se dele.

16. Todo o Israel e Judá amavam Davide, que entrava e saía diante deles.

17. Saul disse a Davide: Eis aqui Merob, minha filha mais velha, eu ta darei por mulher, contanto que sejas homem valoroso e combatas nas guerras do Senhor. Saul, porém, pensava consigo, dizendo: Não seja a minha mão sobre ele (para o matar), mas seja sobre ele a mão dos Fllisteus.

18. Davide disse a Saul: Quem sou eu, ou qual é a minha vida, ou a família de meu pai em Israel, para vir a ser o genro do rei?

19. Porém , tendo chegado o tempo em que Merob, filha de Saul, devia ser dada a Davide, foi dada por mulher a Hadriel Molatita.

20. Ora Micol, segunda filha de Saul, amou Davide. Isto foi contado a Saul, que se alegrou com isso.

21. Saul disse: Dar-lhe-ei esta, para que ela lhe seja ocasião de ruína, e a mão dos Filisteus seja sobre ele. Saul disse a Davide, pela segunda vez: podes hoje tornar-te meu genro.

22. Saul mandou aos seus servos: Falai a Davide como coisa vossa, dizendo: Estás no agrado do rei, e todos os servos te amam. Cuida, pois, em ser genro do rei.

23. Os servos de Saul disseram todas estas palavras a Davide. Davide respondeu: Porventura parece-vos pouca coisa ser genro do rei? Eu sou pobre e de humilde condição.

24. E os servos de Saul referiram-lhe (isto), dizendo: Davide deu-nos esta resposta.

25. Saul, porém, disse: Falai assim a Davide: O rei não necessita de dons para os esponsais, mas sòmente de cem prepúcios dos Filisteus, para tomar vingança dos seus inimigos. O desígnio de Saul era entregar Davide nas mãos dos Filisteus.

26. Tendo os servos de Saul referido a Davide as palavras que Saul tinha dito, a proposta agradou a Davide para chegar a ser genro do rei.

27. Poucos dias depois, saindo Davide, marchou com os homens, que estavam sob o seu comando, matou duzentos filisteus, levou os prepúcios deles, entregando-lhe o número completo para vir a ser seu genro. Saul, então, deu-lhe a sua filha Micol por mulher.

28. Saul viu e compreendeu que o Senhor era com Davide. Micol, filha de Saul, amava-o.

29. Saul começou a temer cada vez mais Davide, e ficou seu inimigo toda a vida.

30. Quando os príncipes dos Filisteus saíam à campanha, desde o princípio da sua saída, Davide conseguia maior sucesso, pela sua habilidade, do que todos os oficiais de Saul, e o seu nome tornou-se muito célebre.





“Quando Jesus vem a nós na santa comunhão, encontra alegria em Sua criatura. Por nossa parte, procuremos Nele a nossa alegria.” São Padre Pio de Pietrelcina