1. Ouvi isto, ó sacerdotes! Casa de Israel, ouve com atenção! Escuta, ó casa real! É sobre vós que se vai exercer o juízo, pois tendes sido um laço para a sentinela (do povo), uma rede estendida (ou armadilha) sobre o Tabor.

2. Os perseguidores levaram ao extremo a maldade, mas eu darei a todos o castigo.

3. Conheço Efraim, e Israel não me é encoberto. Efraim prostituiu-se, Israel contaminou-se.

4. Não aplicam os seus trabalhos a voltar para o seu Deus, porque o espírito de prostituição (ou idolatria) está no meio deles, porque não conhecem o Senhor.

5. A arrogância de Israel vê-se no seu rosto, Israel e Efraim tropeçarão por causa da sua iniquidade, e Judá também cairá com eles.

6. Irão buscar o Senhor com as suas ovelhas e os seus bois, e não o encontrarão: retirou-se deles.

7. Atraiçoaram o Senhor, porque geraram filhos bastardos; agora serão consumidos dentro dum mês, eles e tudo o que possuem. (ver nota)

8. Tocai a buzina em Gabaa, (tocai) a trombeta em Rama; levantai gritos em Betaven! Acautela-te, Benjamim !

9. Efraim será desolado no dia do castigo. Sobre as tribos de Israel anuncio uma coisa certa.

10. Os príncipes de Judá procederam como aqueles que mudam os marcos (e roubam a terra dos vizinhos); derramarei sobre eles a minha ira como uma torrente.

11. Efraim vê-se tiranizado e oprimido em juízo, porque quis ir após os ídolos.

12. Serei para Efraim como a traça (que tudo destrói), e para a casa de Judá como a podridão.

13. Efraim viu a sua fraqueza, e Judá a sua chaga; Efraim recorreu a Assur, e (Judá) buscou um grande rei, mas ele não poderá curar-vos, não poderá sarar a vossa chaga.

14. Serei para Efraim como um leão, para a casa de Judá como um leãozinho; eu, eu mesmo despedaçarei a presa e ir-me-ei com ela, levá-la-ei, e ninguém ma arrancará.

15. Irei e voltarei para a minha habitação até que reconheçam o seu pecado e busquem a minha face. (ver nota)





“Jesus vê, conhece e pesa todas as suas ações.” São Padre Pio de Pietrelcina