1. Três dias depois, celebraram-se umas bodas em Caná da Galileia, e encontrava-se lá a Mãe de Jesus.

2. Foi também convidado Jesus com seus discípulos para as bodas.

3. Faltando o vinho, a Mãe de Jesus disse-lhe; "Não têm vinho."

4. Jesus respondeu-lhe: "Mulher, que nos importa a mim e a ti isso? Ainda não chegou a minha hora."

5. Disse sua Mãe aos que serviam: "Fazei tudo o que ele vos disser."

6. Ora estavam ali seis talhas de pedra, preparadas para a purificação judaica, que levavam cada uma duas a três metretas.

7. Jesus disse-lhes: Enchei as talhas de água. Encheram nas até cima.

8. Então Jesus disse-lhes : "Tirai agora, e levai ao arquitriclino." Eles levaram.

9. O arquitriclino, logo que provou a água convertida em vinho (ele não sabia donde viera, ainda que o sabiam os serventes, porque tinham tirado a água), o arquitriclino chamou o esposo,

10. e disse-lhe: "Todo o homem põe primeiro o bom vinho, e, quando já os convidados têm bebido bem, então lhes apresenta o inferior; tu, ao contrário, tiveste o bom vinho guardado até agora."

11. Tal foi o primeiro milagre de Jesus; fê-lo em Caná da Galileia. Assim manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele.

12. Depois disto, desceu para Cafarnaum, com sua Mãe, seus irmãos e seus discípulos; mas não se demoraram lá muitos dias.

13. Estava próxima a Páscoa dos Judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.

14. Encontrou no templo vendedores de bois, ovelhas e pombas, e os cambistas sentados às suas mesas.

15. Tendo feito um azorrague de cordas, expulsou-os a todos do templo, e com eles as ovelhas e os bois, deitou por terra o dinheiro dos cambistas e derribou as suas mesas.

16. Aos que vendiam pombas, disse: "Tirai daqui isto, não façais da casa de meu Pai casa de negócio."

17. Então lembraram-se seus discípulos do que está escrito: O zelo da tua casa devorou-me (Ps. 68, 10).

18. Tomaram então a palavra os Judeus, e disseram-lhe: "Com que sinal nos mostras tu que tens autoridade para fazer estas coisas?"

19. Jesus respondeu-lhes: "Destruí este templo, e o reedificarei em três dias."

20. Replicaram os Judeus: "Este templo foi edificado em quarenta e seis anos, e tu o reedificarás em três dias?"

21. Ora ele falava do templo de seu corpo.

22. Quando, pois, ressuscitou dos mortos lembraram-se seus discípulos do que ele dissera, e creram na Escritura e nas palavras que Jesus tinha dito.

23. Estando em Jerusalém pela festa da Páscoa, muitos creram no seu nome, vendo os milagres que fazia.

24. Mas Jesus não se fiava neles, porque os conhecia a todos,

25. e não necessitava de que lhe dessem testemunho de homem algum, pois sabia por si mesmo o que há em cada homem.





“Imitemos o coração de Jesus, especialmente na dor, e assim nos conformaremos cada vez mais e mais com este coração divino para que, um dia, lá em cima no Céu, também nós possamos glorificar o Pai celeste ao lado daquele que tanto sofreu”. São Padre Pio de Pietrelcina