1. Respondendo Job, disse:

2. Sim, hoje são cheias de amargura as minhas palavras, mas a violência da minha chaga é mais grave que os meus gemidos.

3. Quem me dera saber encontrar Deus, e chegar até ao seu trono!

4. Exporia ante ele a minha causa, e encheria a minha boca de argumentos.

5. Saberia o que ele me responderia, ouviria o que ele tivesse para me dizer.

6. Não quero que com muita fortaleza contenda comigo, nem que me oprima com o peso da sua grandeza.

7. Proponha contra mim a equidade, e a minha causa obtenha a vitória.

8. Se eu for ao Oriente, não aparece; se ao Ocidente, não o encontrarei. (ver nota)

9. Se o busco ao norte, não o acho, se, ao sul, não o descubro.

10. Mas ele conhece o meu caminho; se me provar, sairei puro como o ouro.

11. O meu pé seguiu as suas pisadas, eu guardei o seu caminho, e não me desviei dele.

12. Não me apartei dos preceitos de seus lábios, escondi no meu seio as palavras da sua boca,

13. Porém, quando decide uma coisa, ninguém pode frustrar os seus desígnios; e a sua vontade realiza o que quer.

14. Assim cumprirá em mim a sua vontade, e ainda tem à mão outros muitos projetos semelhantes.

15. Por isso eu estou turbado na sua presença, e, quando o considero, sou agitado de temor.

16. Deus tirou a coragem ao meu coração, e o Omnipotente me aterrou.

17. Realmente não são as trevas que me fazem perecer, nem a escuridão (das tribulações) de que está coberto o meu rosto.





“Jesus e a sua alma devem cultivar a vinha de comum acordo.” São Padre Pio de Pietrelcina