1. Depois que os muros foram restaurados e que pus os batentes (das portas), fiz o censo dos porteiros, dos cantores, e dos Levitas.

2. Dei as minhas ordens a meu irmão Hanani e a Anauias, chefe da cidadela de Jerusalém (o qual me parecia homem sincero e temente a Deus, mais do que os outros).

3. Disse-lhes: Não se abram as portas de Jerusalém, até que o sol esteja alto; à tarde, enquanto os guardas ainda estiverem presentes, as portas serão fechadas e trancadas; de noite, farão a guarda os habitantes de Jerusalém, cada um por seu turno, cada um diante da sua casa.

4. A cidade, porém, era muito larga e grande, e dentro dela era pouco o povo, e não estavam reconstruídas todas as casas.

5. Deus, pois, inspirou no meu coração o juntar os grandes, os magistrados e o povo, para fazer o seu recenseamento. Encontrei o registo genealógico daqueles que tinham vindo primeiro, e nele se achou escrito o seguinte:

6. Estes são os filhos da província (da Judeia) que vieram do cativeiro, os quais Nabucodonosor, rei de Babilônia, tinha deportado, e que voltaram para Jerusalém e para a Judeia, cada um para a sua cidade.

7. Vieram sob a direcção de Zorobabel, Josué, Neemias, Azarias, Raamias, Nabamani, Hordoqueu, Belsão, Mesfarat, Begoai, Naum, Baana. O número dos homens (que vieram) do povo de Israel é este:

8. Filhos de Faros, dois mil cento e setenta e dois;

9. filhos de Safatias, trezentos e setenta e dois;

10. filhos de Aréa, seiscentos e cinquenta e dois;

11. filhos de Faat-Moab, dos descendentes de Josué e de Joab, dois mil oitocentos e dezoito;

12. filhos de Elão, mil e duzentos e cinquenta e quatro;

13. filhos de Zetua, oitocentos e quarenta e cinco;

14. filhos de Zacai, setecentos e sessenta;

15. filhos de Banui, seiscentos e quarenta e oito;

16. filhos de Bebai, seiscentos e vinte e oito;

17. filhos de Azgad, dois mil trezentos e vinte e dois;

18. filhos de Adonicão, seiscentos e sessenta e sete;

19. filhos de Beguai, dois mil e sessenta e sete;

20. filhos de Adin, seiscentos e cinquenta e cinco;

21. filhos de Ater, filho de Hezequias, noventa e oito;

22. filhos de Hasem, trezentos e vinte e oito;

23. filhos de Besai, trezentos e vinte e quatro;

24. filhos de Haref, cento e doze;

25. filhos de Gabaon, noventa e cinco;

26. filhos de Belém e de Netofa, cento e oitenta e oito;

27. homens de Anatot, cento e vinte e oito;

28. homens de Betazmot, quarenta e dois;

29. homens de Cariatiarim, de Cefira e de Berot, setecentos e quarenta e três;

30. homens de Rama e Geba, seiscentos e vinte e um;

31. homens de Macmas, cento e vinte e dois;

32. homens de Betei e de Hai, cento e vinte e três;

33. homens da outra Nebo, cinquenta e dois;

34. filhos da outra Elão, mil e duzentos e cinquenta e quatro;

35. filhos de Harem, trezentos e vinte;

36. filhos de Jericó, trezentos e quarenta e cinco;

37. filhos de Lod, de Hadid e de Ono, setecentos e vinte e um;

38. filhos de Senaa, três mil novecentos e trinta.

39. Sacerdotes: Filhos de Idaias, da casa de Josué, novecentos e setenta e três;

40. filhos de Emer, mil e cinquenta e dois;

41. filhos de Fasur, mil e duzentos e quarenta e sete;

42. filhos de Arem, mil e dezassete. Levitas:

43. filhos de Josué e de Cedmiel, filhos (ou descendentes)

44. de Oduia, setenta e quatro. Cantores:

45. filhos de Asaf, cento e quarenta e oito.

46. Porteiros: filhos de Selum, filhos de Ater, filhos de Telmon, filhos de Acub, filhos de Hatita, filhos de Sobai, cento e trinta e oito.

47. Natineus: filhos de Soa, filhos de Hasufa, filhos de Tebaot,

48. filhos de Ceros, filhos de Siaa, filhos de Fadon, filhos de Lebana, filhos de Hagaba, filhos de Selmai,

49. filhos de Hanan, filhos de Gedel, filhos de Gaer,

50. filhos de Raaia, filhos de Rasin, filhos de Necoda,

51. filhos de Gesem, filhos de Aza, filhos de Fasea,

52. filhos de Besai, filhos de Munim, filhos de Nefusim,

53. filhos de Bacbuc, filhos de Hacufa, filhos de Harhur,

54. filhos de Beslot, filhos de Maida, filhos de Harsa,

55. filhos de Bercos, filhos de Sisara, filhos de Tema,

56. filhos de Nasia, filhos de Halifa.

57. Filhos dos servos de Salomão; filhos de Sotai, filhos de Soferet, filhos de Farida,

58. filhos de Jaala, filhos de Darcon, filhos de Jedel,

59. filhos de Safatias, filhos de Hatil, filhos de Foqueret-Asebaím, filhos de Amon.

60. Todos os Natineus e os filhos dos servos de Salomão eram trezentos e noventa e dois.

61. Eis os que vieram de Telmela, de Tel-Harsa, de Queruh, de Adon, e de Emer, e que não puderam declarar a casa de seus pais, nem a sua raça, nem se eram do povo de Israel:

62. Os filhos de Dalaia, os filhos de Tobias, os filhos de Necoda, seiscentos e quarenta e dois.

63. Entre os sacerdotes: os filhos de Habia, os filhos de Acos, os filhos de Berzelai, que tinha casado com uma das filhas de Berzelai, de Galaad, e ficou conhecido por esse nome.

64. Estes buscaram o registo dos seus nomes no livro genealógico, mas não o encontraram, e foram excluídos do sacerdócio.

65. O governador intimou-lhes que não comessem das ofertas sagradas, até que houvesse um sacerdote douto e erudito (que resolvesse o assunto).

66. Toda esta multidão, como se fosse um só homem, era de quarenta e duas mil trezentas e sessenta pessoas,

67. sem falar nos seus escravos e escravas, que eram sete mil trezentos e trinta e sete. Havia entre eles duzentos e quarenta e cinco cantores e cantoras.

68. Tinham setecentos e trinta e seis cavalos, duzentos e quarenta e cinco machos,

69. quatrocentos e trinta e cinco camelos, seis mil setecentos e vinte jumentos.

70. Alguns dos chefes das famílias contribuíram para a obra. O governador deu para o tesouro mil dáricos de ouro, cinquenta laças e quinhentas e trinta túnicas sacerdotais.

71. Alguns dos chefes das famílias deram para o tesouro da obra vinte mil dracmas de ouro e duas mil e duzentas minas de prata.

72. O resto do povo deu vinte mil dáricos de ouro, duas mil minas de prata e sessenta e sete túnicas sacerdotais.

73. Os sacerdotes, os Levitas, os porteiros, os cantores, o resto do povo, os Natineus e todos os Israelitas ficaram habitando nas suas cidades.





Uma filha espiritual perguntou a Padre Pio: “O Senhor cura tantas pessoas, por que não cura esta sua filha espiritual?” Padre Pio respondeu-lhe em voz baixa: “E não nos oferecemos a Deus?” São Padre Pio de Pietrelcina