1. Quando, pois, vierem sobre ti todas estas coisas, quando trouxeres à memória a bênção ou a maldição, que eu pus diante ide ti, quando tu, tocado de arrependimento no teu coração, no meio de todas as nações, entre as quais o Senhor teu Deus te tiver espalhado, (ver nota)

2. voltares para ele e obedeceres aos seus mandamentos, tu e os teus filhos, com todo o teu coração, com toda a tua alma, como eu hoje te ordeno,

3. O Senhor teu Deus te fará voltar do teu cativeiro, e se compadecerá de ti, e te reunirá de novo do meio

4. Ainda que tivesses sido lançado para as extremidades do céu, dai te tirará o Senhor teu Deus

5. dai te tomará e te introduzirá na terra que teus pais possuíram, e tu possuirás: ele, abençoando-te, fará que sejas em maior número do que foram teus pais.

6. O Senhor teu Deus circuncidará o teu coração, e o coração da tua descendência, para que ames o Senhor teu Deus de todo o teu coração e de toda a tua alma, a fim de que possas viver.

7. Ele fará cair todas estas maldições sobre os teus inimigos, sobre os que te aborrecem e te perseguem.

8. Tu, porém, voltarás, ouvirás a voz do Senhor teu Deus e observarás todos os mandamentos, que hoje te prescrevo;

9. o Senhor teu Deus te encherá de bens em todas as obras das tuas mãos, no fruto do teu ventre, no fruto dos teus gados, no fruto da tua terra, na abundância de todas as coisas. O Senhor tornará a comprazer-se em ti, cumulando-te de todos os bens, como ele se comprazeu em teus pais,

10. contanto que, todavia, tu ouças a voz do Senhor teu Deus, observes os seus preceitos e mandamentos que estão escritos nesta lei, e te voltes para o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma.

11. Este mandamento, que eu hoje te prescrevo, não está sobre ti, nem longe de ti,

12. nem está posto no céu, de sorte que possas dizer: Qual de nós pode subir ao céu, para que no-lo traga, e o ouçamos e o ponhamos por obra?

13. Nem está da banda de além do mar, para que te desculpes, e digas: Qual de nós poderá passar o mar, e trazer-no-lo, para que possamos ouvi-lo, e cumprir o que nos é mandado?

14. Mas este mandamento está perto de ti, está na tua boca e no teu coração, para o cumprires.

15. Considera que eu hoje te pus, diante de ti, duma parte a vida e o bem, e doutra parte a morte e o mal

16. para que ames o Senhor teu Deus, andes nos seus caminhos, guardes os seus mandamentos, leis e ordenações, para que, assim, vivas, e ele te multiplique e te abençoe na terra em que entrarás para a possuir.

17. Se, porém, o teu coração se afastar, se não quiseres obedecer, e, seduzido pelo erro, adorareis os deuses estranhos; e os servires,

18. eu te profetizo neste dia que perecerás, que pouco tempo morarás na terra que, passado o Jordão, entrarás a possuir.

19. Eu chamo hoje por testemunhas o céu e a terra, em como vos propus a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolhe, pois, a vida, para que vivas tu e a tua posteridade,

20. amando o Senhor teu Deus, obedecendo à sua voz, permanecendo unido a ele, porque nisso está a tua vida e a origem dos teus longos dias que passarás na terra que o Senhor jurou dar a teus pais Abraão, Isaac e Jacob.





“O meu passado, Senhor, à Tua misericórdia. O meu Presente, ao Teu amor. O meu futuro, à Tua Providência.” São Padre Pio de Pietrelcina