1. Agora esta é, ó sacerdotes, a ordem que se vos intima.

2. Se me não ouvirdes, se não tomardes a peito dar glória ao meu nome, diz o Senhor dos exércitos, eu vos mandarei a maldição e amaldiçoarei as vossas bênçãos. Sim, e (até) já amaldiçoei, porque não pusestes as minhas palavras sobre o vosso coração.

3. Eis que vos tirarei a espádua, e atirar-vos-ei à cara com esterco, — o esterco das vossas solenidades, — e sereis lançados fora com ele. (ver nota)

4. Então sabereis que fui eu que vos mandei esta ordem, para que a minha aliança com Levi subsista, diz o Senhor dos exércitos.

5. A minha aliança com ele foi vida e paz, e eu dei-lhas; foi temor, e ele temeu-me e tremeu de medo diante do meu nome.

6. A doutrina da verdade estava na sua boca, e a iniquidade não se encontrava nos seus lábios; andava comigo em paz e em rectidão, e afastou muitos da iniquidade.

7. Porque os lábios dos sacerdotes serão os guardas da ciência, e da sua boca se há-de requerer a doutrina, pois ele é o anjo do Senhor dos exércitos.

8. Mas vós desviastes-vos do caminho e fizestes tropeçar muitos na (observância da) lei; violastes a aliança que eu tinha feito com Levi, diz o Senhor dos exércitos.

9. Por isso, como não guardastes os meus caminhos, e, quando se tratava de sentenciar, segundo a minha lei, fizestes acepção de pessoas, também vos tornei desprezíveis e vis aos olhos de todo o povo.

10. Porventura não é um mesmo o pai de todos nós? Não foi um mesmo Deus que nos criou? Por que razão, pois, despreza cada um de nós o seu irmão, violando a aliança de nossos pais?

11. Judá prevaricou, a abominação foi cometida em Israel e em Jerusalém; com efeito, Judá profanou o que é consagrado ao Senhor, o que ele ama, e casou-se com a filha de um deus estranho.

12. Que o Senhor extermine das tendas de Jacob o homem que fizer isto, quer seja mestre, quer discípulo, quer seja oferente de qualquer dom ao Senhor dos exércitos. (ver nota)

13. Ainda fazeis outra coisa: Cobris de lágrimas, de prantos e de gemidos o altar do Senhor, porque não presta mais atenção às vossas - oferendas, não sente agrado no que lhe apresentam vossas mãos.

14. E perguntais: Por que causa? — Porque o Senhor foi testemunha entre ti e a esposa da tua juventude, à qual foste infiel, sendo ela a tua companheira e a esposa da tua aliança.

15. Porventura não fez ele (o Senhor) um só ser que tem carne e sopro de vida? E a que tende este ser único senão a uma posteridade concedida por Deus? Guardai, pois, o vosso espírito, e não desprezeis a mulher que recebestes na vossa mocidade. (ver nota)

16. Quando alguém, por aversão, repudia (a mulher), diz o Senhor Deus de Israel, cobre de injustiça as suas restes, diz o Senhor dos exércitos. Acautelai, pois, a vossa vida e não sejais pérfidos.

17. Vós fatigastes o Senhor com os vossos discursos e dizeis: Em que o temos fatigado? — Nisto que dizeis: Todo o que faz o mal, passa por bom aos olhos do Senhor, que nele se compraz. Ou então (dizeis): Onde está o Deus da justiça?





“O passado não conta mais para o Senhor. O que conta é o presente e estar atento e pronto para reparar o que foi feito.” São Padre Pio de Pietrelcina