1. Os chefes das casas patriarcais dos descendentes de Galaad, filho de Maquir, filho de Manasses, da linhagem dos filhos de José, aproximaram-se e falaram a Moisés, em presença dos príncipes de Israel, e disseram-lhe:

2. O Senhor ordenou a ti, nosso Senhor, que dividisses por sorte a terra entre os filhos de Israel, e que desses às filhas de Salfaad, nosso irmão, a herança devida ao pai.

3. Ora, se os homens de outra tribo as receberem por mulheres, segui-las-á a sua herança e, transferida a outra tribo, será diminuída a nossa herança.

4. E assim acontecerá que, quando chegar o (ano do) jubileu, isto é, o ano quinquagésimo da remissão, será confundida a distribuição feita por sortes, e a possessão de uns passará aos outros.

5. Moisés respondeu aos filhos de Israel, por ordem do Senhor: A tribo dos filhos de José falou bem.

6. Eis a lei promulgada pelo Senhor para as filhas de Salfaad: Casem com quem quiserem, contanto que seja com homens da sua tribo,

7. para que a possessão dos filhos de Israel não passe de tribo para tribo. Por isso, todos os varões tomarão mulheres dá sua tribo e família:

8. todas as mulheres que tiverem uma herança, em qualquer das tribos de Israel, tomarão maridos da mesma tribo, para que a herança fique nas famílias,

9. e as tribos não se misturem entre si, mas permaneçam

10. como foram separadas pelo Senhor. As filhas de Salfaad fizeram como lhes tinha sido mandado:

11. Maala, Tersa, Hegla, Melca e Noa, casaram com os filhos de seu tio paterno,

12. da família de Manassés, que foi filho de José e a possessão, que lhes tinha sido adjudicada, permaneceu na tribo e família de seu pai.

13. Estas são as leis e as ordens dadas pelo Senhor por meio de Moisés aos filhos de Israel, nas planícies de Moab, junto do Jordão, defronte de Jericó.





“Seja perseverante nas orações e nas santas leituras.” São Padre Pio de Pietrelcina