1. Meu filho, atende à minha sabedoria, inclina o teu ouvido à minha prudência, para conservares a reflexão e manteres em teus lábios a ciência.

3. Os lábios da mulher estranha são como o favo que destila o mel, e as suas palavras são mais suaves do que o azeite;

4. porém o seu fim é amargo como o absinto, e cortante como uma espada de dois gumes.

5. Os seus pés encaminham-se para a morte, e os seus passos levara até aos Infernos.

6. Ela não anda pela vereda da vida. Os seus passos vagabundos vão errando, sem saber para onde.

7. Agora, pois, meu filho, ouve-me, e não te apartes das palavras da minha boca.

8. Afasta dela o teu caminho, e não te aproximes da porta de sua casa.

9. Não (lês a tua honra a estranhos, nem os tens anos a um cruel, (ver nota)

10. para que não suceda que os estranhos enriqueçam com os teus bens, e que (os frutos dos) teus trabalhos passem para a casa doutrem, (ver nota)

11. e que tu gemas no fim, quando tiveres consumido as tuas carnes e o teu corpo, e digas:

12. Por que detestei a disciplina, e o meu coração não cedeu às repreensões,

13. nem ouvi a voz dos que ensinavam, nem dei ouvidos aos mestres?

14. Quase cheguei ao cúmulo da desgraça, no meio da assembleia cio povo e dos anciães.

15. Bebe da água da tua cisterna, e das correntes do teu poço.

16. Queres que corram fora as tuas fontes, queres espalhar as tuas águas nas praças públicas? (ver nota)

17. Possui-as tu só, e não tenham parte nelas os estranhos.

18. Abençoada a tua nascente! Vive alegre com a mulher que tornaste na tua juventude.

19. (Seja ela para ti como) uma corça que muito amas e (como) uma gazela cheia de graça; os seus encantos sejam o teu recreio em todo o tempo;no seu amor busca sempre as tuas delícias.

20. Por que te deixas, meu filho, enganar pela mulher alheia, e repousas no seio duma estranha?

21. O Senhor olha atentamente para os caminhos do homem, considera todos os seus passos. O ímpio é presa das suas próprias iniquidades, e é ligado com as cadeias dos seus pecados.

23. Éle morrerá (infeliz), porque não recebeu a correcção, e se achará enganado pelo excesso da sua loucura.





“É necessário manter o coração aberto para o Céu e aguardar, de lá, o celeste orvalho.” São Padre Pio de Pietrelcina