1. Ao mestre do coro. De Davide. Salmo. Cântico.

2. Levanta-se Deus, e são dispersos os seus inimigos, e fogem da sua presença os que o aborrecem.

3. Como se desvanece o fumo, assim eles se desvanecem; como se derrete a cera diante do fogo, assim perecem os pecadores diante de Deus.

4. Os justos, porém, regozijam-se, exultam na presença de Deus, e deleitam-se na alegria.

5. Cantai a Deus, entoai salmos ao seu nome; aplanai o caminho àquele que avança pelo deserto, cujo nome é "Senhor", e regozijai-vos diante dele.

6. Ele é o pai dos órfãos e o tutor das viúvas, é Deus em sua santa morada.

7. Deus prepara a casa para os desamparados, leva os cativos à prosperidade: só os rebeldes ficam na terra ardente.

8. Ó Deus, quando saiste à frente do teu povo, quando avançaste pelo deserto,

9. a terra tremeu e até os céus dissolveram perante Deus, tremeu o Sinai diante de Deus, Deus de Israel.

10. Ó Deus, tu enviaste uma chuva abundante sobre a tua herança, e, estando ela extenuada, a reanimaste.

11. Nela habitou a tua grei, na tua bondade, ó Deus, preparaste-la para o pobre.

12. O Senhor pronuncia uma palavra (de grande eficácia); é grande a multidão dos mensageiros de novas alegres:

13. "Os reis dos exércitos fogem, fogem; e as (mulheres) que estão em casa repartem os despojos.

14. Quando descansáveis nos apriscos, as asas da pomba brilhavam como prata, e como um amarelo de ouro as suas penas. (ver nota)

15. Enquanto o Omnipotente dispersava os reis da terra, caíam as neves sobre o Salmon."

16. Os montes de Basan são elevados, os montes de Basan são escarpados: (ver nota)

17. ó montes escarpados, por que olhais com inveja o monte, no qual aprouve a Deus morar e no qual o Senhor habitará perpetuamente?

18. Os carros de Deus são miríades, milhares e milhares, são milhares (de anjos) que se alegram; o Senhor vem do Sinai ao Santuário.

19. Subiste (ó Senhor) ao alto, levaste contigo cativos, recebeste homens em tributo mesmo aqueles que não querem habitar com o Senhor Deus.

20. Bendito seja o Senhor em toda a série dos dias; Deus, nossa salvação, leva as nossas cargas!

21. O nosso Deus é um Deus que salva, o Senhor Deus consegue escapar da morte.

22. Sim, Deus quebra a cabeça dos seus inimigos, o crânio cabeludo do que caminha nos seus delitos.

23. O Senhor diz; "De Basan os farei voltar, eu os reconduzirei do fundo do mar,

24. para que possas banhar o teu pé no sangue (dos teus inimigos), e a língua dos teus cães tenha também a sua parte dos inimigos."

25. Eles contemplam a tua entrada (triunfal), ó Deus a entrada do meu Deus, do meu rei, no santuário.

26. Vão adiante os cantores, atrás os tocadores de cítara, no meio as donzelas tocam címbalos.

27. "Bendizei Deus nas assembleias festivas, bendizei o Senhor, (os que sois da) estirpe de Israel."

28. Ali está (a tribo de) Benjamim, o mais novo, que as precede, os príncipes de Judá, com numeroso séquito, os príncipes de Zambulon, os príncipes de Neftali.

29. Ó Deus mostra o teu poder, o teu poder, ó Deus, que operas por nós!

30. Por causa do teu templo que está em Jerusalém, te ofereçam dons os reis.

31. Reprime a fera do canavial, a manada dos touros com os novilhos dos povos; prostrem-se com lingotes de prata (como tributo): dissipa as nações que gostam de fazer guerra.

32. Venham os magnates do Egipto, estenda a Etiópia as suas mãos para Deus.

33. Reinos da terra, cantai a Deus, entoai salmos ao Senhor,

34. que é levado pelos céus, pelos céus antigos! Eis que faz ressoar a sua voz potente:

35. "Reconhecei o poder de Deus!" Sobre Israel está a sua majestade, e sobre as nuvens o seu poder,

36. Temível é Deus, do seu santuário, o Deus de Israel; ele mesmo dá ao seu povo poderio e força. Bendito seja Deus!





“Para mim, Deus está sempre fixo na minha mente e estampado no meu coração.” São Padre Pio de Pietrelcina