1. Ao mestre do coro. Segundo a melodia de "Os lagares..." De Asaf.

2. Regozijai-vos em Deus, nosso protector, aclamai o Deus de Jacob.

3. Tocai o saltério e pulsai o tímpano, a citara melodiosa e a lira.

4. Tocai a trombeta na neoménia, no plenilúnio, nosso dia solene, (ver nota)

5. porque é um preceito para Israel, e uma ordem do Deus de Jacob.

6. Prescreveu esta lei a José, quando saiu da terra do Egipto. Ouvi uma língua que não entendia

7. "Libertei os seus ombros do fardo: as suas mãos deixaram o cesto (com que serviam nas obras).

8. Na tribulação clamaste, e eu te livrei; do interior duma nuvem trovejante te respondi, provei-te junto das águas de Meriba.

9. Ouve, povo meu, e eu te advertirei: Oxalá que me ouças, ó Israel!

10. Não haverá em ti deus alheio, nem adorarás deus peregrino:

11. Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egipto; abre a tua boca, e eu a encherei.

12. Mas o meu povo não ouviu a minha voz, e Israel não me obedeceu.

13. Por isso abandonei-os à dureza do seu coração, andem segundo o seu parecer.

14. Se o meu povo me tivesse ouvido, se Israel tivesse andado nos meus caminhos

15. eu depressa humilharia os seus inimigos, voltaria a minha mão contra os seus adversários:

16. os que odeiam o Senhor, o adulariam, e a sua sorte duraria para sempre,

17. Por outro lado, a ele "(ao meu povo)" alimentá-lo-ia com a flor do trigo, e saciá-lo-ia de mel saído da rocha." (ver nota)





“Nossa Senhora recebeu pela inefável bondade de Jesus a força de suportar até o fim as provações do seu amor. Que você também possa encontrar a força de perseverar com o Senhor até o Calvário!” São Padre Pio de Pietrelcina